Wordpress Themes

A Chegada do Anticristo - Rede Brasil de Comunicação

Igreja Evangélica Assembléia de Deus - Recife / PE

Superintendência das Escolas Bíblicas Dominicais

Pastor Presidente: Ailton José Alves

Av. Cruz Cabugá, 29 - Santo Amaro - CEP. 50040 - 000    Fone: 3084 1524

LIÇÃO 07 - A CHEGADA DO ANTICRISTO

INTRODUÇÃO

Nesta lição estudaremos um dos temas abordados na primeira epístola de João: o Anticristo. Embora ele não estivesse presente no mundo na época em que a epístola foi escrita, seu espírito, ou seja, seus ensinos e propósitos já estavam. Veremos, então a diferença entre “anticristos” e o “Anticristo”, bem como suas heresias, obras e destino final.

I - QUE SIGNIFICA O TERMO ANTICRISTO?

Do grego “anti” que significa “contra” ou em “lugar de”; e Christos, que significa “o Ungido”. É o opositor de Cristo e o máximo representante de Satanás. Este termo só é encontrado nas epístolas de João (1 Jo 2.18, 22; 4.3; 2 Jo 7) e pode significar “alguém que toma o lugar de Cristo”, neste caso, “anti” é entendido no sentido de “em lugar de”; ou “alguém que, embora assumindo a aparência de Cristo, opõe-se a Ele”; neste caso, “anti” é empregado no sentido de “contra”. Lendo a primeira epístola de João, devemos entender a diferença entre “anticristos” e “Anticristo”. Quando o apóstolo usa o termo no plural “anticristos” (I Jo 2.18), fala acerca dos falsos mestres que negavam a divindade de Cristo; e, quando usa o termo no singular “Anticristo”, refere-se acerca do líder mundial, que virá, no fim dos tempos, para governar o mundo e liderar uma grande rebelião contra a fé cristã (Ap 13.1,8,18; 19.20; 20.10). Podemos dizer, então, que o espírito anticristo já estava em ação nos dias de João; mas, só no fim dos tempos é que o Anticristo exercerá seu domínio sobre a humanidade.

II - QUEM SÃO OS ANTICRISTOS?

Os anticristos descritos por João não eram pessoas totalmente estranhas da igreja, pois chegaram a fazer parte da mesma, mas não pertenciam verdadeiramente a ela. Ele mesmo diz que eles “saíram de nós, mas não eram de nós…” (I Jo 2.19). Não sabemos ao certo se estes eram cristãos autênticos que foram seduzidos por falsas doutrinas, como os crentes da Galácia (Gl 1.6,7); ou se estes, na verdade, nunca foram cristãos verdadeiros, que se infiltraram na igreja para perverter a fé de alguns. O fato é que eles saíram do rebanho. O apóstolo João é enfático quando diz que a negação de Jesus é uma obra do Anticristo, que tem por objetivo desviar os crentes da sã doutrina (I Jo 2.22; II Jo 7).

2.1 Heresias pregadas pelos anticristos. Uma heresia predominante no primeiro século era o gnosticismo. Do grego “gnosis” significa “conhecimento”. Esse movimento surgiu a partir de filosofias pagãs mais antigas que o próprio cristianismo, que floresceram na Babilônia, Egito, Síria e Grécia. Assim, o gnosticismo uniu a filosofia pagã com as doutrinas apostólicas do cristianismo, tornando-se uma forte influência na igreja. Os gnósticos consideravam-se cristãos dotados de conhecimento superior aos demais convertidos.

2.2 Heresias do gnosticismo. As heresias do gnosticismo eram, principalmente, acerca da pessoa e obra de Cristo. Vejamos:

  • Para os gnósticos, Cristo não era o Verbo encarnado, pois, segundo eles, a matéria é má, e não faria sentido Cristo tornar-se carne, contaminando-se com a matéria.
  • Os gnósticos negavam também a encarnação de Cristo como mediador entre Deus e os homens, pois, eles consideravam o mundo totalmente mau, e, por isso, a encarnação de Cristo não poderia ser real.
  • Eles negavam também o papel salvífico de Cristo como único redentor da humanidade. Para eles havia muitos salvadores.

Por essa razão, o apóstolo João escreve o evangelho, bem como as epístolas, com o objetivo de advertir à igreja acerca das heresias dos mestres gnósticos, que ele os denomina de “anticristos”.

III - QUEM É O ANTICRISTO?

O Anticristo será um homem comum, nascido de mulher; mas, revestido de um poder satânico, que terá uma capacidade demoníaca extraordinária (Ap 13.2,4), de modo que exercerá uma poderosa influência sobre a humanidade com seus discursos (Ap 13.5). Ele será um homem personificando o diabo, porém, apresentando-se como se fosse Deus (Dn 11.36). Sua sabedoria e capacidade serão sobrenaturais, pois, além da ação diabólica em seu apoio, outros fatores contribuirão para a implantação de seu governo, tais como: poder político (Dn 7.8,25) e comercial (Dn 8.25; Ap 13.16,17).

A Bíblia diz que toda a terra se maravilhará após a Besta (Ap 13.3), que será recebido, ao aparecer, com a solução dos problemas e crises sociais e políticas que fustigam o mundo inteiro, para as quais os líderes mundiais não encontram solução. Porém, é importante salientar que, de acordo com as Escrituras, o Anticristo só há de se manifestar ao mundo depois do arrebatamento da igreja. Devemos evitar toda e qualquer especulação sobre o nome desse personagem, pois, não sabemos se o mesmo já está, ou não no mundo.

 3.1 Como ele é chamado na Bíblia:

Diversos nomes e títulos são dados ao Anticristo nas Escrituras1: o sanguinário e fraudulento (Sl 5.6), o perverso (Sl 10.2-4), o homem da terra (Sl 10.18), o homem poderoso (Sl 52.1), o inimigo (Sl 55.3), o adversário (Sl 74.8-10), o líder de muitas nações (Sl 111.6), o homem violento (Sl 140.1), o assírio (Is 10.5-12), o rei da Babilônia (Is 14.4), a estrela da manhã (Is 14.12), o destruidor (Is 16.4,5; Jr 6.26), a estaca (Is 22.25), o hino triunfal dos tiranos (Is 25.5), o profano e perverso príncipe de Israel (Ez 21.25-27), o pequeno chifre (Dn 7.8), o príncipe que há de vir (Dn 9.26), o homem vil (Dn 11.21), o rei que fará segundo a sua vontade (Dn 11.36), o pastor inútil (Zc 11.16,17), o homem da iniqüidade (2 Ts 2.3), o filho da perdição (2 Ts 2.3), o iníquo (2 Ts 2.8), o Anticristo (l Jo 2.22), o anjo do abismo (Ap 9.11), a besta (Ap 11.7; 13.1). A esses podem ser acrescentados: aquele que vem em seu próprio nome (Jo 5.43), o rei feroz (Dn 8.23), o abominável da desolação (Mt 24.15), o assolador (Dn 9.27). Assim, é possível ver quão extensa a revelação desse indivíduo é. Não é de admirar, já que essa é a obra-prima de Satanás na sua tentativa de imitar o plano de Deus.

3.2 As obras do Anticristo

As Escrituras falam muito sobre o Anticristo, que aparecerá no fim dos tempos. Sua pessoa e seu trabalho são apresentados em (Ez 28.1-10; Dn 7.7,8,20-26; 8.23-25; 9.26,27; 11.36-45; II Ts 2.3-10; Ap 13.1-10; 17.8-14). Estes textos descrevem algumas de suas atividades:

  • Ele entrará em cena nos “últimos dias” da história de Israel (Dn 8.23).
  • Ele não aparecerá até o dia do Senhor ter começado (2 Ts 2.2).
  • Sua manifestação está sendo impedida (2 Ts 2.6,7).
  • Seu surgimento se dá por meio de seu plano de paz (Dn 8.25).
  • Seu interesse principal está na força e no poder (Dn 11.38).
  • Ele introduzirá uma adoração idólatra (Dn 9.27), na qual se coloca como Deus (Dn 11.36,37; II Ts 2.4; Ap 13.5). ? Ele será recebido como Deus e como governante por causa da cegueira do povo (2 Ts 2.11).
  • Ele se tornará o grande adversário de Israel (Dn 7.21,25; 8.24; Ap 13.7).
  • Haverá uma aliança contra ele (Ez 28.7; Dn 11.40,42), a qual desafiará sua autoridade.
  • Ele exercerá controle sobre a Palestina e sobre o território adjacente (Dn 11.42) e fará sua sede em Jerusalém (Dn 11.45).
  • Embora ele se mantenha no poder por sete anos (Dn 9.27), sua atividade satânica está limitada à última metade do período da tribulação (Dn 7.25; 9.27; 11.36; Ap 13.5).

3.3 O destino final do Anticristo

É interessante observar que quase todas as passagens que mencionam as atividades do anticristo também incluam uma advertência quanto à sua destruição final, pois este acontecimento ocupa um lugar de destaque no plano de Deus. As Escrituras afirmam que após sete anos de governo mundial, o governo do Anticristo será eliminado por um juízo direto de Deus (Ez 28.6; Dn 7.22,26; 8.25; 9.27; 11.45; Ap 19.19,20). Esse juízo acontecerá quando ele estiver ocupado em uma campanha militar na Palestina (Ez 28.8,9; Ap 19.19), e ele será lançado no lago de fogo (Ap 19.20; Ez 28.10). Esse juízo acontecerá na segunda vinda de Cristo (2 Ts 2.8; Dn 7.22) e constituirá uma manifestação da Sua autoridade messiânica (Ap 11.15). E, o reino sobre o qual o Anticristo governou, passará para a autoridade do Messias e se tornará o reino dos santos (Dn 2.34,3544,45; 7.27).

CONCLUSÃO

A palavra “anticristo” aparece somente nas Epístolas de João e é mencionada nos seguintes textos (I Jo 2.18,22,4.3; II Jo 7). Um estudo dessas referências revela que o apóstolo refere-se, principalmente, aos falsos mestres que negavam a divindade de Cristo. Mas, o apóstolo João refere-se também a revelação futura de um indivíduo, o Anticristo, que exercerá, no futuro, o controle sobre o mundo. Semelhantemente, vivemos em uma época em que muitos anticristos tem surgido, negando a deidade de Cristo, afirmando que Jesus é “um deus”, mas não “Deus igual ao Pai”. Assim, a doutrina cristológica das epístolas de João, que serviram para refutar as heresias no primeio século, servem também para nós refutarmos as heresias do presente século.

REFERÊNCIAS:

ALMEIDA, João Ferreira de. Bíblia de Estudo Pentecostal, Ed. Revista e Corrigida. CPAD. PENTECOST, J. Dwight. Manual de Escatologia. Editora Vida.

LOPES, Hernandes Dias. Estudos no Livro de Apocalipse. Ed. Hagnos.

R. N. CHAMPLIN. O Novo Testamento Interpretado-Versículo por versículo. Ed. Hagnos.

NOTA:

1 (Arthur W. PINK, The Antichrist, p. 59-75) citado por J. Dwight Pentecost, em seu livro Manual de Escatologia.

Ouça o Programa “ESCOLA BÍBLICA NO AR” que vai ao ar, todos os sábados, das 22:00 às 23:00h, pela RÁDIO BOAS NOVAS. Você pode também acessar o site: http://www.redebrasildecomunicacao.com.br/

converter em pdf.


  1. Warning: file_get_contents(http://...@hotmail.com.br) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/1/49/c5/ebdweb1/public_html/wp-content/plugins/bbuinfo-blogblogs-user-info-plugin/bbuinfo.php on line 174
    Sara Maria Vieira
    Escreveu:

    Fantástico e excelente comentário, não podia ser melhor, pois o assunto foi explicado com extrema cautela, respaldado por uma bibliografia altamente abalizada; esse tema é de grande relevância no campo escatológico, porisso não deve ficar nenhuma duvida,
    Quero parabenizar por uma tão grande iniciativa que as bençãos do todo PODEROSO seja com todos.


  2. Warning: file_get_contents(http://...@yahoo.com.br) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/1/49/c5/ebdweb1/public_html/wp-content/plugins/bbuinfo-blogblogs-user-info-plugin/bbuinfo.php on line 174
    jean
    Escreveu:

    Belo comentario.
    Louvor a Deus, por termos homens capacitados para o encino da palavra da verdade; continuem nesse empenho, pois o Senhor e convosco, nao se atemorizem encinem sempre a verdade.
    fiquem na Paz de Cristo……


  3. Warning: file_get_contents(http://...@gmail.com) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/1/49/c5/ebdweb1/public_html/wp-content/plugins/bbuinfo-blogblogs-user-info-plugin/bbuinfo.php on line 174
    Claudionor Machado
    Escreveu:

    Prezados irmãos, a Paz do Senhor. Faço este contato para dizer que Deus continue abençoando os irmãos por tão árduo e bem realizado trabalho. Tudo o que os amados têm feito para o engrandecimento do Reino do Mestre não será esquecido. O comentário desta semana está excelente, muito bem fundamentado e explicado. Em Cristo.


  4. Warning: file_get_contents(http://...@terra.com.br) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/1/49/c5/ebdweb1/public_html/wp-content/plugins/bbuinfo-blogblogs-user-info-plugin/bbuinfo.php on line 174
    Sergio Fernandes
    Escreveu:

    Muito bom , me ajudou bastante, bem objetivo, uma linguagem clara, parabens, que Deus continue iluminando cada um de vocês.


  5. Warning: file_get_contents(http://...@hotmail.com) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/1/49/c5/ebdweb1/public_html/wp-content/plugins/bbuinfo-blogblogs-user-info-plugin/bbuinfo.php on line 174
    Jairo Oliveira
    Escreveu:

    muito obrigado foi uma boa ferramenta que Deus continue abençoando!


  6. Warning: file_get_contents(http://...@hotmail.com) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/1/49/c5/ebdweb1/public_html/wp-content/plugins/bbuinfo-blogblogs-user-info-plugin/bbuinfo.php on line 174
    Jairo Oliveira
    Escreveu:

    MUITO OBRIGADO


  7. Warning: file_get_contents(http://...@gmail.com) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/1/49/c5/ebdweb1/public_html/wp-content/plugins/bbuinfo-blogblogs-user-info-plugin/bbuinfo.php on line 174
    Adonias Schwartz
    Escreveu:

    Prezados irmãos.
    Gostaria de chamar a atenção para a última parte do comentário da lição “A Chegada do Anticristo” feito pela superintendência das Escolas Bíblicas Dominicais.
    No texto em apresso, afirma-se que “… o reino sobre o qual o anticristo governou, passará para a autoridade do Messias e se tornará o reino dos santos” (Dn 2.34,3544,45; 7.27).
    Tal afirmação necessita mais clareza para que não haja nenhuma ambiguidade e interpretações que não as desejadas pelo(s) autor(es).
    As Escrituras Sagradas ensinam que o Messias estabelecerá um novo governo, diferente de todos os demais que o antecederam.
    Esse fato é deprendido da visão da estátua de metais do capítulo 2 do profeta Daniel que afirma que “… uma pedra foi lançada sem o auxílio de mãos, atingindo a estátua nos pés de ferro e barro, e os esmiuçou… mas a pedra, que feriu a estátua, se tornou um grande monte, e encheu toda a terra… [e este reino] esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre…”.
    Deve-se notar, que “a pedra lançada sem mãos” é um elemento estranho à estátua de metais, ou seja, não faz parte da estátua e logo a destrói.
    O “reino sobre o qual o anticristo governou”, não “passará para a autoridade do Messias”; se assim for, devemos compreender que houve apenas uma alternância de governo e que esse reino, apesar de “passado” para um outro governador, permanecerá a existir sob a regência do Messias.
    O reino do anticristo, entretanto, não “passará” para o Messias, mas será destruido por este, que em seu lugar estabelecerá um novo governo que “… é um domínio eterno, que não passará [e] que não será destruído” (Daniel 7.14).
    Acredito que os irmão são sinceros e cuidadosos ao tratar de assuntos como esse, mas que, ao ensinar outros, podem não ser entendidos como pretendiam ser.
    Achei a ocasião oportuna, por quê, conversando com um grupo de estudantes da Bíblia, ficamos intrigados com a declaração que motivou esse comentário.
    Se os irmãos acham que se expressaram com propriedade, favor desconsiderar essa observação.
    Que Deus os abençoe grandemente e faça multiplicar o fruto do vosso trabalho.
    Orei por vocês.

Comente.