Wordpress Themes

Davi e o Preço da Negligência na Família - Pr. Osiel Varela

TEXTO ÁUREO: I Tm 3:4: Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE:

II Sm 13: 2, 5, 10-12, 14-15.

2 E angustiou-se Amnom, até adoecer, por Tamar, sua irmã, porque era virgem; e parecia aos olhos de Amnom dificultoso fazer-lhe coisa alguma.

5 E Jonadabe lhe disse: Deita-te na tua cama, e finge-te doente; e, quando teu pai te vier visitar, dize-lhe: Peço-te que minha irmã Tamar venha, e me dê de comer pão, e prepare a comida diante dos meus olhos, para que eu a veja e coma da sua mão.[…]

Pequeno Glossário:

AIO, gr.: instrutor ou professor, fraternal

JUDÁ, hebraico: louvor ou louvado

Philia - Em grego, significa altruísmo, generosidade. A dedicação ao outro vem sempre antes do próprio interesse.

Paixão - paixão deriva do latim “passione”, sentimento excessivo; amor ardente; afeto violento; entusiasmo, e do grego, derivada de “paschein”, padecer uma determinada ação ou efeito de algum evento. Definição de post de nosso companheiro Pr. Altair Germano.

Amor fraternal: Filadélfia significa amor fraternal. Amor fraternal é a tradução de filadelfos (filadelfos) que significa o amor entre irmãos.

No original é “filadélfia”; filéo significa:eu amo; e adelfós, significa, irmão.

Entroito:

A - Atração física, paixão e amor.

Paixão, sensualidade ou amor?

1-Atração física

Na atração física residem os nossos instintos atrelados ao nosso estado fisiológico como as necessidades sexuais, prazer e perpetuidade da espécie.

2-Paixão

A paixão é um forte sentimento que se pode tomar até mesmo como uma patologia provinda do amor.

Manifestada a paixão em devida circunstância, o indivíduo tende a ser menos racional, priorizando o instinto de possuir o objeto que lhe causou o desejo. Sendo assim, o apaixonado pode transcender seus limites no que tange a razão e, em situações extremas, beira a obsessão.

Essa atração intensa e impetuosa está intimamente ligada à baixa de serotonina no cérebro: substância química (neurotransmissor) responsável por vários sentimentos e patologias, dentre eles a ansiedade e o estresse; a depressão e a psicose obsessivo-compulsiva.

B - Texto Reflexivo:

Pv.6.12-15. O homem vil, o homem iníquo, anda com a perversidade na boca, pisca os olhos, faz sinais com os pés, e acena com os dedos; perversidade há no seu coração; todo o tempo maquina o mal; anda semeando contendas. Pelo que a sua destruição virá repentinamente; subitamente será quebrantado, sem que haja cura.

C- AMOR OU PAIXÃO DENTRO DA FAMÍLIA DE DAVI:

Para podermos compreender esta história convido aos leitores ao entendimento da cultura da época.

É preciso distinguir a questão cultural familiar deste período histórico:

-Do tempo do acontecido

-Do conceito de um homem - chefe de família - com vários casamentos

-Do conceito do casamento inter-familiar.

-Do conceito cultural, permitido pela época, em particular da Casa Real, em específico, ao Rei.

Desta, chamada cultura da época, devemos ainda distinguir a questão possível, da questão da concupiscência, de onde se originou o ato inicial desta falha, na família de Davi.

Assim, temos então um caldeirão cultural, de emoções vis, de concupiscência, de promiscuidade que envolveu o exemplo para embasar a questão abordada: “NEGLIGÊNCIA PATRIARCAL NA FAMÍLIA“.

Esta confusa ocorrência é no entanto, um desvio daquilo que era permitido acontecer no relacionamento íntimo entre familiares. Lv.20.17. Se um homem tomar a sua irmã, por parte de pai, ou por parte de mãe, e vir a nudez dela, e ela a dele, é torpeza; portanto serão extirpados aos olhos dos filhos do seu povo; terá descoberto a nudez de sua irmã; levará sobre si a sua iniqüidade. I Cr.18. 9. A nudez de tua irmã por parte de pai ou por parte de mãe, quer nascida em casa ou fora de casa, não a descobrirás. Vide abaixo.

I - Introdução:

Nem um folhetim descreveria os detalhes, desta insidiosa situação dentro da Casa Real de Davi.

Pois, a ótica desta história é a preservação do ambiente familiar, com a presença dos pais e mães.

O que a Bíblia nos mostra, serve-nos como ensinamento para evitar a ocorrência da falta de um pai dentro do lar.

Estamos estudando a desídia de Davi, como pai, mas outros personagens bíblicos, também pelos mesmos motivos ou outros, que só Deus pode explicar, acudiram ao povo, foram excelentes profetas e homens de Deus, no entanto, alguns a Bíblia sequer cita o nome de seus filhos e filhas, com exceções, tendo em vista o estudo desta semana.

Assim aconteceu com:

Moisés - onde estão os seus filhos;

Desde Arão e seus filhos - Nadabe e Abiu;

Onde estão citadas as obras dos filhos de Josué - “Eu e minha casa serviremos ao Senhor”, este seria a legenda desta família.Muito embora, não se fale mal destes filhos de Josué.

Isaías

Sem contarmos o caso dos comilões filhos de Eli - Hofni e Finéias.

- I Sm.2.22. Eli era já muito velho; e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel, e como se deitavam com as mulheres que ministravam à porta da tenda da revelação.

E no contexto deste trimestre a vergonha na casa do Profeta maior das primeiras monarquias de Israel:

O Profeta Samuel, com procedimentos lamentáveis. I Sm.8.3,4,5. Seus filhos, porém, não andaram nos caminhos dele, mas desviaram-se após o lucro e, recebendo peitas, perverteram a justiça. Então todos os anciãos de Israel se congregaram, e vieram ter com Samuel, a Ramá, e lhe disseram: […] teus filhos não andam nos teus caminhos. Constitui-nos, pois, agora um rei para nos julgar, como o têm todas as nações.

Eu como pai, e Ministro do Evangelho preciso atentar ao que ocorre dentro de meu lar, às vezes, até mesmo o amor de pai, nos cega e deixamos de ver o que está ocorrendo, ou mesmo, o excesso de atividades na Obra de Deus.

Quantos filhos de Obreiros se desviam ou acusam o Pai por Abandoná-los.

No caso este pai era um rei, Davi, o Rei de Israel.

Um erro por exagero: continue a leitura para melhor entendimento…

David, em Hebrom, partilhava a sua vida com 6 esposas, número esse que mais tarde aumentou com a sua glória em Jerusalém;

Com tantas tarefas e atribuições, ainda se envolveu com a criação de um clã formado por filhos de várias mulheres.

Por desvio de conduta o seu Primogênito Amnom é um dos personagens centrais, desta inditosa história, que abalou o coração do rei.

Davi pode demonstrar um aparente desleixo na criação de seus filhos, talvez sob os cuidados de aios e concubinas.

Mas, ninguém, pode pelo que nos mostra as Escrituras dizer que ele não amasse seus filhos, com amor e uma ternura superior a muito de nós, pois ele se derramava em lágrimas e jejuns diante de Deus até pelo primeiro filho da mulher que tomou de Urias.

Mesmo neste caso, encontrou tempo para visitar ao dissimulado Amnom.

II - Personagens de Uma História Cruel:

A- Filhos de Davi - destaque-se: Amnom e Absalão.

A filha de Davi fazia parte dos seus primeiros filhos nascidos, quando ele reinava em Hebrom, com o reino ainda dividido.

II Sm.3.3-5. 2 Nasceram filhos a Davi em Hebrom. Seu primogênito foi Amnom, de Ainoã, a jizreelita; o segundo Quileabe[…]; o terceiro Absalão, filho de Maacá, filha de Talmai, rei de Gesur; o quarto Adonias, filho de Hagite, o quinto Sefatias, filho de Abital; e o sexto Itreão, de Eglá, também mulher de Davi; estes nasceram a Davi em Hebrom.

Veja outros filhos de Davi:

Em nosso Estudo: “Quem Foi Davi?”

1-O Agente da Crueldade:

AMNOM, hebraico: fiel ou patrício. 22 anos de idade.

Desenvolveu uma doentia patologia com atração pela sua meia-irmã, Tamar, que confundiu com amor.

Mesmo pela leitura bíblica podemos ver os sintomas próprios deste tipo de ação doentia.

a-Apaixonado por Tamar, desenvolveu uma Paixão, confundida por muitos, como amor.

Manifestada a paixão em devida circunstância, o indivíduo tende a ser menos racional, priorizando o instinto de possuir o objeto que lhe causou o desejo. Sendo assim, o apaixonado pode transcender seus limites no que tange a razão e, em situações extremas, beira a obsessão.

b-Ele na realidade desenvolveu uma Atração física:

Na atração física residem os nossos instintos atrelados ao nosso estado fisiológico como as necessidades sexuais, prazer e perpetuidade da espécie.

Esta atração era uma sexualidade latente, confundida, pode ser um elemento importante na determinação da forma de um relacionamento.

c-Paixão, e loucura:

Estudos têm demonstrado que o escaneamento dos cérebros dos indivíduos apaixonados exibe uma semelhança com as pessoas portadoras de uma doença mental.

O amor cria uma atividade na mesma área do cérebro que a fome, a sede, e drogas pesadas.

Este era o estado mental de Amnom.

É lógico pensarmos na parte fisiológica, mas sabemos que por tras disto havia a ação do Inimigo de nossas almas, Satanás, procurando desestabilizar a Casa de Davi, pela sua pouca presença e dedicação para com seus filhos.

Tudo advindo dos excessos, seja do número de esposas, das atividades multi-familiar, que desagrega qualquer família.

2- O objeto do desejo concupiscente do seu meio-irmão:

TAMAR, hebraico: palmeira; filha de Maacá, filha de Talmai, rei de Gesur. 15 anos de idade.

3- O Frio Vingador:

ABSALÃO, hebraico: pai da paz, Deus é prosperidade. 20 anos de idade.

Podemos desenvolver sobre a figura fria de Absalão muitos pontos:

Vingativo

Frio

Calculista

Dissimulado

Mas defendeu a honra de sua irmã, ainda que de modo violento e lhe abrigou na hora da vergonha pela desonra.

4- O Pai - Rei Davi - um pai envolvido demais, amava demais, mas não praticou o amor paternal.

Diferentemente, Davi como tipo deixou os seus filhos serem vitimados por ações, quase sempre fatal.

Jesus Cristo, O Rei dos reis, Nosso Salvador, o antítipo , sendo perfeito cobre de amor seus filhos, mas está sempre com eles em qualquer situação e acompanha com seus olhos de fogo, o caminhar diário de cada um destes milhões de filhos.

6- O Conselheiro do mal:

O autor intelectual do crime:

Jonadabe. Jonadabe - Deus mostrou-se benéfico; Jeová é generoso.

A- Um conselho ou um convite à desdita e à morte:

Toda a situação inicia-se com um aconselhamento nefando e irracional de um dos amigos de Amnom.

Cuidado com os amigos de teu filho ou filha, eles podem levá-los a situações semelhantes ou piores do que a de Amnom. Até mesmo dentro da “família” [Igreja] você pode ser aconselhado de maneira a agir contra a vontade de Deus. Nós é que somos, a verdadeira família de Deus!

Jó.5.13. …E o conselho dos perversos se precipita.

Não vá atrás destes conselheiros do mal contra a família, aqueles que lhe darão um ensino contra o que as Escrituras ensinam.

Cuidado com quem você se aconselha e como você aconselha aos outros.

A Bíblia nos mostra quantos reis que deixaram de se aconselhar com anciãos ou com homens de Deus e foram pelos conselhos de outros tão ou mais inexperientes do que ele, porque queriam seus favores e agrada-los.

Não se aconselhe com qualquer um que aparecer, pode ser até mesmo um profeta velho. Há um leão atrás dos seus conselhos, pronto a lhe destruir, se você sair da ordem e direção de Deus. I Rs.13.

II Sm.13.1.ss.….tendo Absalão, filho de Davi, uma irmã formosa, cujo nome era Tamar, Amnom, filho de Davi, amou-a. E angustiou-se Amnom, até adoecer, por Tamar, sua irmã, porque era virgem; e parecia aos olhos de Amnom dificultoso fazer-lhe coisa alguma. Tinha, porém, Amnom um amigo, cujo nome era Jonadabe, filho de Siméia, irmão de Davi; e era Jonadabe homem mui sagaz.Este lhe perguntou: Por que tu de dia para dia tanto emagreces, ó filho do rei? não mo dirás a mim? Então lhe respondeu Amnom: Amo a Tamar, irmã de Absalão, meu irmão.Tornou-lhe Jonadabe: Deita-te na tua cama, e finge-te doente; e quando teu pai te vier visitar, dize-lhe: Peço-te que minha irmã Tamar venha dar-me de comer, preparando a comida diante dos meus olhos, para que eu veja e coma da sua mão.

III - Um Discurso Necessário:

Há quem procure na Bíblia, justificações para determinadas formas da vida familiar nos tempos antigos.

Veremos que a Bíblia, fala da Benção extensiva de Abraão sobre todas as famílias da Terra.

O Grande Patriarca, do qual descende Davi, é o protoendógino familiar.

Não se pode dizer, que a Bíblia não contenha nenhuma doutrina familiar.

Os textos sobre Abraão e Sara, Jacob e Lia  e Raquel entre outros. E até mesmo, a história sobre Adão e Eva.

Não foram escritos, na sua essência, para nos ensinar como se deve viver em família, contudo deixaram um histórico da ação inter-familiar, cheio dos erros, ocorridos inter filia, quando os pais, não se procupam ou se descuidam do ensino aos filhos - vide Esaú e Jacó; Abel e Caim, José e seus irmãos.

Preferencia filial, foi um destes erros comuns.

Filhos nascidos das relações, entre o pai do clã, com suas diversas mulheres e/ou concunbinas, nos trouxeram lições dos erros, até mesmo a relação permitida de casamento entre meios-irmãos - Abrão e Sarai - foi motivo de quase dano mortal sobre Abrão e seu clã!

Parece, uma aparente e pouco didática, forma de ensino, contudo pela ocorrência delas, Deus escreve Suas Leis e às dá ao Seu povo Israel e ao longo da História humana, vem nos ensinando pela Sua Palavra, as relações entre pais, filhos e da família, seja no Velho Testamento ou no Novo Testamento, pelos seus Apóstolos.

As Escrituras nos mostram um Deus de família desde o AT até mesmo ao NT, como nos diz o texto, sbre o governo do pai de família: “I Tm 3:4: Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia”.

Ef.6.4. E vós, pais[…]mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor.

Deus tem preocupações com a família e abençoou esta célula social, como um mandato social enquanto esta Terra existir.

A família está sob ataque de Amnom’s, mas Deus levantou uma família que ora por esra célula abençoada por Deus, independente de religiosidade.

IV - A maquinação na mente doentia de um irmão:

Um coração doentio no seio da família trás a morte, tristeza e a vergonha!

Pv.3.29. Não maquines o mal contra o teu próximo, que habita contigo confiadamente.

O tema, na realidade narra uma violência de um irmão contra sua irmã. Uma relação incestuosa praticada dentro do lar, com evidente premeditação pelo agressor.

Situação vivida por muitas jovens, em nossos dias.

Mas, o que nos chama atenção foi que Davi, sendo tão sábio descuidou-se ou não se deu conta que uma paixão ardia no coração de seu primogênito Amnom.

E deixou a sua única filha, a bela Tamar, ser vitimada pelo seu filho e meio-irmão de sua vítima, que estava cheio da sensualidade, que ele escondia e tratava como se fosse amor.

Tanto, que após o desejo da carne ser satisfeito tratou a sua própria irmã como uma prostituta.

15  Depois Amnom sentiu grande aversão por ela, pois maior era o ódio que sentiu por ela do que o amor com que a amara. E disse-lhe Amnom: Levanta-te, e vai-te.

16  Então ela lhe disse: Não há razão de me despedires assim; maior seria este mal do que o outro que já me tens feito. Porém não lhe quis dar ouvidos.

17  E chamou a seu moço que o servia, e disse: Ponha fora a esta, e fecha a porta após ela.

18  E trazia ela uma roupa de muitas cores (porque assim se vestiam as filhas virgens dos reis); e seu servo a pôs para fora, e fechou a porta após ela.

1-Enojou-se dela, após satisfazer suas entranhas concupiscentes.

Assim é o pecado, atrai e depois de agir malignamente torna em vexame a situação daqueles que acreditam nas ciladas de Satanás, achando que vão poder vencer.

Mas, como vencer um inimigo se você está abrindo suas defesas para ele?

V - Vestes de virgem e de filha do Rei:

Partindo do conceito, de que eu e você somos Igreja, individualmente, e juntos formamos o corpo de Cristo, somos levados, a fazer uma reflexão sobre as vestes de Tamar.

Assim como José, que também sofreu uma violência por parte de seus irmãos, Tamar possuir uma vistosa veste que a diferenciava:

-Primeiro como virgem;

-Segundo como a virgem da casa do Rei;

-Terceiro pela primazia de ser a única filha do rei, entre tantos irmãos.

No entanto após a loucura de seu irmão Amnom, ela que fora alvo de uma violação, rasgou as suas vestes, pois além da desdita e da vergonha, sabia que perdera a pureza da virgindade.

19  Então Tamar tomou cinza sobre a sua cabeça, e a roupa de muitas cores que trazia rasgou; e pôs as mãos sobre a cabeça, e foi andando e clamando.

Para nós como crentes, fica o ensino que precisamos fugir de agrados e situações que possam manchar as nossas vestes espirituais, pois somos filhos e filhas de Deus, o qual nos deu Vestes Nupciais.

Deus quer que sejamos virgens espirituais, até a sua volta, sem contato com as paixões deste mundo, que jaz inflamado no pecado e procurando colocar armadilhas singulares na nossa caminhada, para que depois de nos usar, nos lançar envergonhados, fora da presença do Nosso rei Jesus e nos obrigar a esconder-nos, com a vergonha exposta do nosso pecado.

1-O que restou de Tamar, para nosso ensino?

Tamar na sua juventude, não foi prudentemente ensinada [quanto a mãe…abaixo], seguiu o exemplo de seus pais, a situação se deteriorava, e ela pensou que poderia ser hábil, como tentou, para escapar do seu algoz.

Nós que temos filhas e mesmo filhos, sejam na fé ou biológicos, devemos lhes ensinar,como Paulo ensina em suas Epístolas, ou o Apóstolo São João. Efésios, I,II,III São João, Hebreus.

Por inferencia, no texto, vemos um pano de fundo de um interesse mútuo, pelas expressões dos dois envolvidos no trágico acidente familiar.

11  E chegando-lhos, para que comesse, pegou dela, e disse-lhe: Vem, deita-te comigo, minha irmã.

12  Porém ela lhe disse: Não, meu irmão, não me forces, porque não se faz assim em Israel; não faças tal loucura.

Onde estava a mãe de Tamar, que não atentou para este caso que, por ilação estava acontecendo em surdina, já na boca dos familiares, tanto que Absalão, assim que encontrou-se com sua irmã, sabia que ela estivera com Amnom..

Teria ela alguma vantagem no casamento, frustado e evitado uma tragédia familiar?

Sendo Amnom o primogênito de Davi, é uma possível explicação, por inferência, [não está no texto bíblico], que ela poderia pensar em fazer de sua filha uma esposa de um rei.[Ilação do autor]

Por que ela não agiu a seu tempo impedindo a filha desta ação.

Poderemos fugir das respostas contando com o “contexto familiar” da época.

Mas, para mim não é suficiente resposta para tal drama na vida e na Casa do Rei Davi.

2-Uma pergunta fica apontando a meu pensamento:

Como? Me pergunto.

Um pai, com tantas experiencias de vida, que amava e conhecia seus filhos deixou-se trair por uma, diria eu, até piegas armadilha.

Nas lições anteriores, talvez entendamos o porque desta desídia.

No fato com Bate-Seba.

Na ausência de relatos da proximidade de Davi com sua famíla.

Muito embora, ele tenha abrigado a todos quando começou a reinar, o que nos leva a crer, que uma vez dando casa, abrigo e sustento, Davi achava que suas obrigações estavam cumpridas.

Infelizmente este ainda é um erro comum em nossos dias.

Há neste ponto, uma demonstração de que embora amando seus filhos, Davi não atilava com o que acontecia com eles, com sus formação e carater, com suas amizades, vide posteriormente, que um dos personagens da história o traiu :- Absalao, por quem ele, Davi, chorava pelo seu amor, mas, condoído pelos seus erros.

VI - Apresentando Job a Davi:

Job 30. 26. Todavia aguardando eu o bem, eis que me veio o mal, e esperando eu a luz, veio a escuridão.

Job 1.1. Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó. Era homem íntegro e reto, que temia a Deus e se desviava do mal.

A- Leia parte de texto de um dos expoentes brasileiro do ensino bíblico:

1-Jó velava constantemente pela vida espiritual de seus filhos

“Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava…” (Jó 1.5). O ensino e o zelo pela formação espiritual de seus filhos não foi um esforço despendido apenas na infância. Jó continua confrontando, educando, santificando, exortando e abençoando seus filhos mesmo depois de adultos.

Ele não abre mão da sua responsabilidade de pai que quer inculcar no coração de seus filhos os valores do céu. Por isso, chama seus filhos e os santifica.

2-Jó era intercessor dos seus filhos

Jó não abria mão de orar pelos seus filhos de madrugada. Ele era um homem de negócios. Era rico. Tinha muitos compromissos. Tinha uma agenda congestionada. Mas a sua prioridade era levantar de madrugada para interceder pelos seus filhos. Era sacerdote do seu lar. “…levantava-se de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos, e blasfemado contra Deus em seu coração…” (Jó 1.5).

3-Jó era perseverante na oração pelos seus filhos

O texto de Jó 1.5 prossegue e diz: “…assim o fazia Jó continuamente.” Por: Pr. Hernandes Dias Lopes

O que temos feito para cingir nossos filhos pela proteção da Oração dos justos, como Job o fez!

Ainda é tempo de orarmos, ensinarmos e estarmos atento a cada um dos seus passos.

4-O exemplo de Job é frontalmente contrário ao de Davi.

a-Aos Pais:

Onde estão os nossos pais e mães na Igreja, quando seus filhos estão à beira do precipício?

Há Obreiros, que se envolvem tanto no Reino que se esquecem de que tem um reino particular abençoado por Deus, a família.

É Paulo tinha razão…

Esta lição deixa-nos um entendimento:

Pais convivam com seus filhos

Família deve ser monógama

Mesmo que você tenha filhos em situações legais, com mais de uma esposa, procure atentar para aquilo que a Bíblia chama de “aparência do mal”.

Um pai enganado, mas sem ação:

21. ouvindo o rei Davi todas estas coisas, muito se lhe acendeu a ira.

Davi ouviu, ficou indignado, acendeu a ira, mas e a ação?

Contexto desta perícope:

David, em Hebrom, partilhava a sua vida com 6 esposas, número esse que mais tarde aumentou com a sua glória em Jerusalém; em relação a Roboão sabemos de 18 esposas e 66 concubinas.

Contudo, é o rei Salomão quem bate todos os “recordes” com 700 esposas e 300 concubinas I Reis 11:3

Não surpreende que esta situação resulte muitas vezes em ciúmes e rivalidade, especialmente entre esposas que têm muitos filhos e outras que são estéreis (cf. Sara e Agar, Raquel e Lia, Ana e Penina).

VII - Uma armadilha mortal dentro da família:

Ef.6.4. E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor.

Quantas famílias estão divididas por falta de tomada de posição do chefe de família.

Temos que tomar soluções estando presente para que não aconteçam fatos como o que ocorreu na Casa de Davi.

Davi não tomou uma posição no momento certo.

Esta falta de atitude representou uma maneira relaxada de resolver os assuntos tocantes a sua família, enquanto resolvia os problemas, que outras famílias lhe traziam como rei, ele deixou uma pendência dentro de casa, que se mostrou fatal.

II Sm.13.6,7. Deitou-se, pois, Amnom, e fingiu-se doente. Vindo o rei visitá-lo, disse-lhe Amnom: Peço-te que minha irmã Tamar venha e prepare dois bolos diante dos meus olhos, para que eu coma da sua mão. Mandou, então, Davi a casa, a dizer a Tamar: Vai a casa de Amnom, teu irmão, e faze-lhe alguma comida.

1-Um vingador que não apagou sua irmã, em sua lembrança:

II Sm.14.27. Nasceram a Absalão três filhos, e uma filha cujo nome era Tamar; e esta era mulher formosa à vista.

Uma Ação do Mal Resolvida pelo Mal:

Pv.22. 8 O que semear a perversidade segará males;

Absalão guardou a mágoa por dois longos anos, e preparou a armadilha, quando Amnom talvez acha-se que fora perdoado.Davi ainda questionou o convite de Absalão para levar Amnom à tosquia, porém mais uma vez cedeu aos caprichos de um de seus filhos.

Devemos prender a dizer não quando não concordamos com ações de nossos filhos. Especialmente nós que temos o Espírito de Deus, mas Davi não consultou a Deus.

Absalão premeditou e agiu, de maneira vingativa e ardilosa como Amnom houvera feito com Tamar, atraiu a sua vítima para o seu local predileto o campo.

II Sm.13.20.   E Absalão, seu irmão, lhe disse: Esteve Amnom, teu irmão, contigo? Ora, pois, minha irmã, cala-te; é teu irmão. Ora pois, minha irmã, cala-te; é teu irmão. Não se angustie o seu coração por isto. Assim ficou Tamar, desolada, em casa de Absalão, seu irmão.

Absalão notou algo errado, mas também agiu de forma errada.

Só Davi não agiu.

Você é pai de família tome as rédeas de tua casa, de tua Igreja!

Absalão tomado pelo ódio, criado em seu peito e alimentado por dois longos anos resolveu agir conta seu meio-irmão estuprador. 

II Sm.13.25-28.   O rei, porém, disse a Absalão: Não, filho meu, não vamos todos juntos, para não te sermos pesados. E instou com ele; porém não quis ir, mas o abençoou. Então disse Absalão:Quando não, deixa ir conosco Amnom, meu irmão. Porém o rei disse: Para que iria contigo?E, instando Absalão com ele, deixou ir com ele a Amnom, e a todos os filhos do rei. E Absalão deu ordem aos seus servos, dizendo: Tomai sentido; quando o coração de Amnom estiver alegre do vinho, e eu vos disser: Feri a Amnom, então o matareis; não temais:…porventura não sou eu quem vo-lo ordenei?

O assassinato de Amnom ocorreu num período que era de festa em Israel, quando se tosquiava as ovelhas e se fazia grandes churrascos e muita comida e vinho para este serviço, em que se levavam todos os servos e os donos das terras.

Vide Nabal: I Sm.25. 2-11.

VIII - Tamar um nome e a desdita na Casa de Judá.

A Bíblia relata o caso de outra Tamar, a que se fingiu de prostituta para suscitar filhos para si, e sua herança, com o seu sogro, Judá, veja a ligação, um antepassado de Davi, que procurava enganá-la não lhe dando um outro de seus filhos apara suscitar o nome de seu falecido marido.Gn.38.

Quero ressaltar e vivificar esta antiga história bíblica para que sirva de ensino aos alunos, para evitar confusão entre os personagens de uma e outra história.

Quero também, deixar claro que o nome Tamar foi dado a muitas outras meninas nascidas entre as famílias inumeráveis de Israel e algumas estão no texto bíblico sem qualquer mancha ou mácula.

Portanto a questão não é o nome, mas, quero ressaltar as ocorrências com duas Tamar no contexto da Casa de Judá, a casa messiânica.

Muito embora, se você for analisá-la você verá que há uma inferência messiânica no erro de Judá.

Deus do erro faz sair o bem.

A Sua Promessa prevalecerá e a sua soberania é absoluta sobre todos os homens, mesmo aqueles que têm promessa, caem, mas, Deus os exalta e deixa o seu exemplo claro, para toda a posteridade, para que o homem não venha dizer: “eu fiz” e nada se me apegou. Is.45.7. Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu sou o Senhor, que faço todas estas coisas.

São exemplos para os nossos dias de pais e mães.

Como o exemplo da desvirginada Tamar, mostra que a paixão pode ser fatal no seio de uma família, principalmente com a inércia dos pais.

I Cr.2. 4.Tamar, nora de Judá, lhe deu à luz Pérez e Zerá. Ao todo os filhos de Judá foram cinco.

Conclusão:

A Igreja imaculada, noiva do cordeiro, que somos nós, os salvos em Cristo. A Igreja precisa estar atenta aos encantos e cobiças do mundo que querem violar a nossa santidade.

Se estas forças do mal não conseguirem por meio de “ofertas” deste mundo presente, certamente chegará o dia que tentarão, á força, como já ocorreu com a Igreja Primitiva, violar a Igreja.

Mas, “portas do inferno não prevaleceram contra a Igreja”, por isto a Igreja ainda continua sendo a Noiva do Cordeiro.

Cabe a nossa Geração mantê-la imaculada, longe destes males.

Não aceitando conselhos dos “Jonadabes”, que querem achar um meio de quebrar a coroa de glória da Igreja. Jó21. 16.esteja longe de mim o conselho dos ímpios!

Js.9. 14 Então os homens de Israel tomaram da provisão deles, e não pediram conselho ao Senhor.

Paulo, nos indica que não sejam elevados ao Ministério homens neófitos.

I Rs.12.8. Ele, porém, deixou o conselho que os anciãos lhe deram, e teve conselho com os mancebos que haviam crescido com ele, e que assistiam diante dele…

Mas, nós temos:

Primeiro:

O Sumo-Pastor, Jesus Cristo, antítipo do Davi pastor. I Pd.2. 25 Porque éreis desgarrados, como ovelhas; mas agora tendes voltado ao Pastor  e Bispo das vossas almas.

João 10. 11. Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Hb.13. nosso Senhor Jesus, grande pastor das ovelhas,

Parece que Davi esqueceu que ovelha precisa de cuidados especiais, não pode ficar sozinha com o lobo. Uma lição para nós fuja, quando ficar só com o lobo.

O Maravilhoso Conselheiro. Jó12.13. Com Deus está a sabedoria e a força; ele tem conselho e entendimento.

Segundo:

Temos um Pai celestial, que tem olhos como o Filho, como chamas de fogo. Mt.6.4. e teu Pai, que vê em secreto…

Terceiro:

Temos a marca e o Penhor do Guia da Igreja na Terra, O Espírito Santo, que nos ensina toda a verdade.

ANEXO:

CULTURA FAMILIAR EM ISRAEL:

Clãs!

Família no Antigo Testamento (EM)

Família hebraica, ou seja, a família no Antigo Testamento, é uma família que vai além dos limites de um casal e seus filhos oriundos de um só casamento, como costumamos entender, na sociedade ocidental.

A família aqui neste contexto é um grupo ou conjunto de pessoas, filhos, netos, bisnetos, genros e noras, escravos e escravas, servos e servas, concubinas, e esposas, bens e propriedades, principalmente com a entrada na Palestina, Terras, tudo isto vem a formar um clã.

É perfeitamente normal fazerem parte dela, dezenas, até centenas de pessoas que residem numa ou em várias aldeias.

Daí porque temos que vê-la como uma entidade sócio-econômica, que inclui escravos e assalariados.

Mas, há um vínculo principal, que interliga à todos:

O chefe do clã ou da família, ao redor do qual se observam certas normas morais, praticadas, à época.

A família é patrilinear.

É uma família patriarcal.

Pelo menos na época histórica, é o pai que determina a pertença familiar do bebê: Jacob ben Isaac ben Abraão (em hebraico, “ben” significa “filho de”).

O pai é senhor e dono de toda a família alargada (em hebraico: mishpat).

Assim desde tempos abraãmicos, buscava-se uma esposa para um dos “filhos” [como co-sanguíneo, e não filho natural, em alguns casos, em que netos são chamados de filhos] como aconteceu com o legítimo filho de Abraão, Isaque.

Assim as genealogias bíblicas são importantes:

Primeiro para determinar linhagens

Segundo orientar o relacionamento entre os clãs

Terceiro e mais importante:

Indicar de clã originar-se-ia o Messias - o Moshiach./ Mashiach.

E mesmo, no caso do nascimento do filho de Agar [escrava] com Abrão, estava relacionado neste contexto.

Gn.16.1 Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe dava filhos. Tinha ela uma serva egípcia, que se chamava Agar.2 Disse Sarai a Abrão: Eis que o Senhor me tem impedido de ter filhos; toma, pois, a minha serva; porventura terei filhos por meio dela. E ouviu Abrão a voz de Sarai.3 Assim Sarai, mulher de Abrão, tomou a Agar a egípcia, sua serva, e a deu por mulher a Abrão seu marido, depois de Abrão ter habitado dez anos na terra de Canaã.

Assim como Abraão procurou alguém de sua família para ser esposa de seu filho com Sara:

Gn.16.2.ss. E disse Abraão ao seu servo, o mais antigo da casa, que tinha o governo sobre tudo o que possuía: Põe a tua mão debaixo da minha coxa,3 para que eu te faça jurar pelo Senhor, Deus do céu e da terra, que não tomarás para meu filho mulher dentre as filhas dos cananeus, no meio dos quais eu habito; mas que irás à minha terra e à minha parentela, e dali tomarás mulher para meu filho Isaque.

A família é endógama, dá-se preferência a casamentos de parentes consangüíneos.

Como ocorre depois com o seu neto Jacob filho de Isaque, sua mãe, Rebeca [sofrendo com noras não sanguíneas] viu que o melhor para ela e seu marido, que Jacob buscasse uma mulher, filha de seu tio, para casar-se.

O casamento é a introdução da mulher na casa do pai do noivo.

A família é endógama.

Ou seja, dá-se preferência a casamentos de parentes consanguíneos: preserva-se deste modo a integridade do patrimônio.

Um belo exemplo desta prática é Abraão que manda seu servo de viagem para a terra de sua parentela, com o intuito de procurar uma esposa para Isaac Genesis 24:1.

Entre os membros desta família pratica-se a solidariedade.

O que não ocorreu no ambiente do assunto tratado nesta semana, envolvendo Tamar e Amnom, exceção da “solidariedade” sanguínea de Absalão.

O casamento entre irmãos/meio irmãos é utilizado no tempo patriarcal e pelo menos até ao princípio da monarquia. (cf II Samuel 13:1/23; 12  Porém ela lhe disse: Não, meu irmão, não me forces, porque não se faz assim em Israel; não faças tal loucura.13  Porque, aonde iria eu com a minha vergonha? E tu serias como um dos loucos de Israel. Agora, pois, peço-te que fales ao rei, porque não me negará a ti).

Pelas palavras da vítima: Tamar, vemos que havia uma possibilidade, dela ser dada em casamento ao seu meio-irmão.

No entanto, era uma demonstração de quanto Israel absorvera, o dito da sua escolha por um rei terreno, ao pedir um rei, como as nações vizinhas: I Sm. 8.vs…[…] “Constitui-nos, pois, agora um rei para nos julgar, como o têm todas as nações.” Ou “19 O povo, porém, não quis ouvir a voz de Samuel; e disseram: Não, mas haverá sobre nós um rei, 20 para que nós também sejamos como todas as outras nações“.

Uma armadilha mortal dentro da família:

Quantas famílias estão divididas por falta de tomada de posição do chefe de família.

Temos que tomar soluções estando presente, para que não aconteçam fatos, como aquele ocorrido na Casa de Davi.

21 E, ouvindo o rei Davi todas estas coisas, muito se lhe acendeu a ira.

Davi não tomou uma posição no momento certo.

Esta falta de atitude representou uma maneira relaxada de resolver os assuntos tocantes a sua família, enquanto resolvia os problemas, que outras famílias lhe traziam como rei, ele deixou uma pendência dentro de casa, que se mostrou fatal.

Fonte:

Bíblia digital cortesia Tio Sam

Bíblia Plenitude - SBB

Bíblia Plenitude - notas de II Sm.13.

Pr. Altair Germano - Paixão - Blog.

Pastora Eva Michel - texto compilado, com alterações e inserções.

Chouraqui, A. (s.d.) A vida quotidiana dos hebreus no tempo da Bíblia.

A família na história. In:  Miriam nº 467, Janeiro 1994, pág. 13-20

UNIARA E UNICASTELO - Curso de Direito - Sociologia Geral - Texto Básico 9

Prof. Dr. João Virgílio Tagliavini

Família no Antigo Testamento (EM)

Wikipédia

Nosso Estudo: “Quem Foi Davi?”

Dicionário significados de palavras bíblicas - hebraico e grego.

Lição CPAD - 4º Trimestre.

Apontamentos do autor.

Publicado no blog Estudando a Palavra

converter em pdf.

Comente.