Wordpress Themes

Questionário - A Autenticidade da Profecia - Ev. Luiz Henrique

QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 5 – A AUTENTICIDADE DA PROFECIA
RESPONDA CONFORME A REVISTA DA CPAD DO 3º TRIMESTRE DE 2010
Complete os espaços vazios e marque com “V” as respostas corretas e com “F” as falsas.

TEXTO ÁUREO
1- Complete:
“E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de __________________________, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas ______________________ são desde os tempos antigos, desde os dias da ______________________________” (Mq 5.2).

VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
A autenticidade da ____________________ bíblica pode ser averiguada através de sua______________________ e cumprimento ________________________ e insofismável.

INTRODUÇÃO
3- O que constitui-se uma prova incontestável da origem, inspiração e autenticidade divinas dos oráculos dos antigos profetas hebreus?
( ) O cumprimento das inúmeras profecias bíblicas a respeito dos reis Nabucodonosor, Ciro e Alexandre - o Grande, das nações do Egito, Assíria e Babilônia, das cidades de Tiro e Sidom e especificamente acerca de Israel e Jerusalém.
( ) O arrebatamento da Igreja e o governo milênico do Mesmo.
( ) O Senhor JESUS CRISTO, em seus dois adventos - do qual uma grande parte teve cumprimento na vida, obra e ministério terreno do Filho de DEUS.

I. O DESPREZO DO SENHOR
4- Como é a apresentação do Senhor em Isaías 52?
( ) “Eis que o meu servo operará com prudência”.
( ) “Eis que o meu senhor operará com prudência”.
( ) “Eis que o meu DEUS operará com prudência”.

5- Como era a mensagem do Senhor?
( ) Ele sempre tinha uma mensagem de amor, carinho e nunca repreendia a ninguém.
( ) Uma das singularidades do ministério de Nosso Senhor JESUS CRISTO foi exatamente o teor de sua mensagem.
( ) Não obstante, o capítulo 53 inicia já com a pergunta: “Quem deu crédito à nossa pregação?” (v.1), demonstrando que a prédica do Messias seria rejeitada.
( ) É contraditório entender o fato de que apesar dos milagres extraordinários operados pelo Filho de DEUS e de sua pregação repleta de autoridade e poder, muitos não criam nEle (Jo 12.37,38; Rm 10.16).
( ) Até mesmo os de sua casa não compreenderam o seu ministério.

6- Como era a aparência e a rejeição do Senhor?
( ) Certamente JESUS era de ótima aparência como Saul, forte como Davi e inteligente como Salomão.
( ) Não há como saber os traços físicos de JESUS, mas é bem possível que a sua aparência física contrarie a de todos os filmes já produzidos, pois a palavra profética declara que “nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos”.
( ) A rejeição do Senhor foi tão grande que se iniciou ainda em seu nascimento!
( ) Não havia espaço adequado para o nascimento do Filho de DEUS em Belém e, por isso, sua mãe deu-o à luz em uma manjedoura.
( ) Em Isaías 53, duas vezes o versículo três afirma que Ele era “desprezado” e termina dizendo: “não fizemos dele caso algum”.
( ) Tal descortesia cumpre-se de forma notória nos Evangelhos.

II. A PAIXÃO E A MORTE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO
7- Apesar de todo o desprezo sofrido por Nosso Senhor JESUS CRISTO ao longo de sua vida terrena, como foram os seus últimos dias?
( ) Iniciados no Getsêmani, onde a sua agonia foi de tal intensidade que o fez suar gotas de sangue (Lc 22.44), mas, seus últimos dias foram de alegria.
( ) Iniciados no Calvário, onde a sua dor foi de tal intensidade que o fez suar gotas de sangue (Lc 22.44), foram de um sofrimento indescritível.
( ) Iniciados no Getsêmani, onde a sua agonia foi de tal intensidade que o fez suar gotas de sangue (Lc 22.44), foram de um sofrimento indescritível.

8- O que Ele padeceu a partir de sua prisão, segundo o profeta Isaías descreve?
( ) Ele era um “homem de posses” (v.3) e que “foi roubado de tudo o que possuía”.
( ) Ele era um “homem de dores” (v.3) e que “foi oprimido”.
( ) Ele era um “homem de sofrimentos” (v.3) e que “foi derrotado em seus projetos”.

9- Como Isaías apresenta-O?
( ) Apresenta-o também como DEUS impecável e perfeito em tudo, “porquanto nunca fez injustiça, nem houve engano na sua boca”.
( ) Apresenta-o também como um semi-deus impecável e perfeito em tudo, “porquanto nunca fez injustiça, nem houve engano na sua boca”.
( ) Apresenta-o também como um homem impecável e perfeito em tudo, “porquanto nunca fez injustiça, nem houve engano na sua boca”.

10- Qual o apóstolo, que conviveu com JESUS cerca de três anos, confirma essa profecia (1 Pe 2.22)?
( ) O apóstolo Pedro. Sim, JESUS foi “cortado da terra dos viventes” (v.8) como um criminoso e malfeitor.
( ) O apóstolo Paulo. Sim, JESUS foi “cortado da terra dos viventes” (v.8) como um criminoso e malfeitor.
( ) O apóstolo Judas. Sim, JESUS foi “cortado da terra dos viventes” (v.8) como um criminoso e malfeitor.

11- Como se deu o silêncio de JESUS em seus julgamentos?
( ) JESUS foi amordaçado para que não pudesse pregar.
( ) O profeta compara o Filho de DEUS em seu julgamento e morte ao cordeiro levado ao matadouro e à ovelha muda diante de seus tosquiadores: Ele “não abriu a sua boca.( ) Assim agiu o Senhor diante do sumo sacerdote no Sinédrio (Mt 26.63) e perante Pôncio Pilatos.
( ) O profeta, pelo ESPÍRITO, certamente via as cenas desses interrogatórios.

12- O que demonstram o fato de JESUS não ter cometido nenhum delito e de as acusações sobre Ele não terem sido provadas?
( ) Demonstram total imparcialidade do julgamento do Mestre, realçando ignorância da justiça humana.
( ) Demonstram total arbitrariedade do julgamento do Mestre, realçando o fracasso da justiça humana.
( ) Demonstram total solidariedade dos judeus no julgamento do Mestre.

13- Como foram a crucificação e a sepultura de JESUS (v.9)?
( ) Isaías anuncia de antemão que o Senhor JESUS CRISTO “foi contado com os transgressores”, e reafirma a verdade de que Ele carregou nossos pecados.
( ) Os Evangelhos relatam que JESUS foi crucificado entre dois salteadores (Mt 27.38; Mc 15.27,28), mostrando, assim, a autenticidade da profecia bíblica.
( ) O corpo de JESUS foi sepultado em uma sepultura doada pelo governo romano, mais propriamente, por Herodes.
( ) Note que as palavras de CRISTO no alto da cruz: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lc 23.34), foram também preditas por Isaías, quando o profeta diz que o Messias “pelos transgressores intercedeu”.

14- Onde foi colocado o corpo de JESUS?
( ) Os Evangelhos, confirmando Isaías, revelam que um homem rico, chamado Nicodemos, da cidade de Belém, cedeu um túmulo novo, cinzelado na rocha, para que neste fosse posto o corpo do Mestre. .
( ) Os Evangelhos, confirmando Isaías, revelam que um homem rico, chamado José, da cidade de Arimatéia, cedeu um túmulo novo, cinzelado na rocha, para que neste fosse posto o corpo do Mestre.

III. LIÇÕES DOUTRINÁRIAS DO SACRIFÍCIO DE CRISTO
15- O profeta, além de preanunciar detalhes da vida e do sofrimento do Messias, também destacou grandes doutrinas oriundas da morte expiatória de CRISTO. Cite algumas:
( ) Um dos maiores ensinamentos é a vicariedade de seu sacrifício.
( ) JESUS padeceu em nosso lugar, tomando sobre si “as nossas enfermidades e as nossas dores”.
( ) A expiação que o Filho de DEUS nos propicia abrange, além da cura física, a espiritual (v.5), conforme atestamos pela leitura do Novo Testamento.
( ) A vicariedade é a troca de favores entre DEUS e os pecadores.

16- Quanto aos nossos pecados, quais as doutrinas oriundas da morte expiatória de CRISTO?
( ) JESUS sofreu não por ter cometido pecado, mas porque agradou a DEUS “moê-lo, fazendo-o enfermar”, colocando a sua “alma […] por expiação do pecado”.
( ) Essa foi a vontade de DEUS: que o justo sofresse pelo pecador.
( ) Através da morte de CRISTO todos estão salvos.
( ) O profeta mostra tratar-se, como já foi dito, de uma morte vicária.

17- Quanto à humildade e o amor de JESUS CRISTO, quais as doutrinas oriundas de sua morte expiatória?
( ) Doutrina da unidade trinitária, bem como da unicidade de DEUS.
( ) É digno de destaque o fato de o Senhor JESUS CRISTO ter se despido de toda a sua glória para tornar-se como um de nós.
( ) Tal humildade e amor benevolente servem-nos de exemplo para que possamos agir da mesma forma em relação aos nossos semelhantes.

CONCLUSÃO
18- Complete:
Há abundantes evidências em o Novo Testamento sobre o fiel cumprimento de _____________________ 53. A Teologia Sistemática (CPAD) de Stanley Horton, na página 91, informa que o professor americano Peter W. Stoner examinou oito profecias sobre JESUS, no Antigo Testamento, e concluiu que na vida de uma pessoa, a probabilidade dos oito casos serem coincidências é de 1 em ________________________, ou seja, 1 em cem quatrilhões (100.000.000.000.000.000). A única explicação racional para o fiel cumprimento das profecias da Bíblia é que _____________________ tudo revelou aos seus profetas. Não se trata, portanto, de manipulações humanas. As profecias ___________________________ já cumpridas mostram-nos a autenticidade da Bíblia e advertem-nos de que as profecias escatológicas também se cumprirão.

RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm

converter em pdf.

Comente.