Wordpress Themes

Questionário - Dízimos e Ofertas - Ev. Luiz Henrique

QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO LIÇÃO 9, DÍZIMOS E OFERTAS

RESPONDA CONFORME A REVISTA DA CPAD DO 1º TRIMESTRE DE 2012

Complete os espaços vazios e marque com “V” as respostas corretas e com “F” as falsas.

TEXTO ÁUREO

1- Complete:

“Cada um ____________________________________ segundo propôs no seu coração, não com __________________________ ou por necessidade; porque DEUS ama ao que dá com _____________________” (2 Co 9.7).

VERDADE PRÁTICA

2- Complete:

A chave da verdadeira _______________________________ está em ser fiel a DEUS em tudo, inclusive, na __________________________ dos dízimos e das _________________________.

COMENTÁRIO - Introdução

3- O que compromete as práticas bíblicas de o crente ofertar e dizimar para a Obra do Senhor?

(    ) As distorções provenientes da Teologia da Trindade.

(    ) As distorções provenientes da Teologia da Prosperidade.

(    ) As distorções provenientes da Teologia da Santidade.

I. DÍZIMOS E OFERTAS NA BÍBLIA

4- O que quer dizer o vocábulo dízimo?

(    ) Quer dizer “a duodécima parte”.

(    ) Quer dizer “a décima parte”.

(    ) Refere-se àquilo que é pago ao Senhor, em dinheiro ou em cheques.

(    ) Refere-se àquilo que é devolvido ao Senhor, quer em dinheiro, quer em produtos e bens.

5- Qual o sentido de oferta?

(    ) Tem o sentido de contribuição obrigatória.

(    ) Tem o sentido de contribuição voluntária.

(    ) Tem o sentido de contribuição opcional.

6- O dízimo e a oferta foram criados pela lei mosaica?

(    ) Não. Apenas deu-lhes conteúdo e forma através das diversas normas ou leis que as regulamentaram.

(    ) Sim. São normas ou leis regulamentares que DEUS deu a Moisés.

(    ) Não. Tanto o dízimo como a oferta é opcional na vida de qualquer um.

7- Desde quando o ofertar e dizimar é visto como prática na bíblia?

(    ) Desde o tempo da lei.

(    ) Desde os dias de Abel e o dízimo já era praticado pelos patriarcas.

(    ) Desde os dias de Adão e o dízimo já era praticado pelos profetas, começando por Elias.

8- Como aparece o dízimo no período mosaico?

(    ) Como preceito de um princípio que passaria a existir no período monarquico.

(    ) Como preceito de um princípio já existente no período patriarcal.

(    ) Os preceitos mudam e até desaparecem, todavia, os princípios são imutáveis e permanentes.

9- De acordo com a Lei de Moisés, a quem deveriam ser entregues os dízimos?

(    ) Deveriam ser entregues aos reis, para a manutenção do exército e também para o sustento dos levitas, já que estes não tinham possessão em Israel.

(    ) Deveriam ser entregues aos levitas, para a manutenção do culto e também para o sustento dos sacerdotes, mesmo os que tinham possessão em Israel.

(    ) Deveriam ser entregues aos sacerdotes, para a manutenção do culto e também para o sustento dos levitas, já que estes não tinham possessão em Israel.

10- Por que no Novo Testamento a prática do dízimo deve ser mantida?

(    ) Porque a natureza e os fundamentos do culto não mudaram, mudou apenas a forma e a liturgia, mas não a sua função: a adoração

(    ) DEUS deve ser em espírito e verdade!

(    ) O princípio da adoração continua o mesmo.

(    ) O princípio da obrigação continua o mesmo.

11- Quanto ao sacerdócio qual a diferença entre o dízimo no sacerdócio de Arão e no sacerdócio de CRISTO?

(    ) O dízimo levítico pertencia à ordem de Moisés, que era eterna.

(    ) O dízimo levítico pertencia à ordem de Arão, que era transitória.

(    ) O dízimo cristão pertence à ordem de Melquisedeque que é eterna e, portanto, anterior à Lei de Moisés (Hb 5.10; 7.1-10; Sl 110.4).

12- De acordo com os ensinos de JESUS, qual nosso comportamento em relação ao Dízimo?

(    ) JESUS não veio ab-rogar a lei, mas cumpri-la (Mt 5.17).

(    ) Ele não apenas reconheceu a observância da prática do dízimo, mas a recomendou.

(    ) Ele apenas reconheceu a observância da prática do dízimo, mas não a recomendou.

13- Nas epístolas, o que Paulo diz sobre o assunto?

(    ) Paulo faz referência ao dízimo levítico para extrair dele o princípio de que o obreiro deve trabalhar secularmente pelo seu salário.

(    ) Paulo faz referência ao dízimo levítico para extrair dele o princípio de que o obreiro é digno do seu salário.

(    ) O apóstolo não reconhecia a legitimidade da prática do dízimo.

(    ) O apóstolo reconhecia a legitimidade da prática do dízimo.

II. A PRÁTICA DO DÍZIMO E DAS OFERTAS COMO FORMA DE ADORAÇÃO

14- Qual um dos princípios básicos da prática do dízimo?

(    ) É o reconhecimento de que DEUS é retribuidor das aplicações finenciras em sua obra com 100 vezes mais. Tudo vem dEle e é para Ele.

(    ) É o reconhecimento de que DEUS é mulltiplicador das coisas. Tudo vem dEle e é para Ele. Ele multiplica por 100 quando nos devolve tudo o que a ELE oferecemos.

(    ) É o reconhecimento de que DEUS é soberano sobre todas as coisas. Tudo vem dEle e é para Ele (Ag 2.8; Cl 1.17).

15- O que ocorre quando o crente devolve a DEUS o seu dízimo?

(    ) Demonstra que reconhece o Senhor como a ponte de prosperidade financeira do crente.

(    ) Demonstra que determina que o Senhor irá lhe abençoar com muito mais do que ofereceu a ELE.

(    ) Demonstra que reconhece o Senhor como a fonte de todas as coisas.

16- Quando Melquisedeque (representante do sacerdócio de CRISTO), saudou a Abraão, “Bendito seja o DEUS Altíssimo!”, qual foi sua reação?

(    ) Respondeu Abraão dizendo-lhe que lhe daria, no futuro, o dízimo.

(    ) Respondeu Abraão dando-lhe o dízimo.

(    ) O princípio da devolução do dízimo demonstra que somos independentes de DEUS (Melquisedeque era CRISTO ali).

(    ) O princípio da devolução do dízimo demonstra que somos dependentes de DEUS (Melquisedeque representante de CRISTO ali).

17- Dentro do assunto dízimo, qual o reconhecimento do valor do próximo ai incutido?

(    ) Genesis registra que havia um tipo de dízimo que deveria ser repartido para os doentes.

(    ) Deuteronômio registra que havia um tipo de dízimo que deveria ser repartido entre os pobres.

(    ) Esse “dízimo comunitário” devia ser praticado a cada três anos. O propósito é mostrar apreço pelos menos favorecidos.

(    ) Inclusive, há uma promessa de a bênção do Senhor estar sobre todas as atividades de quem cumprir esse preceito.

III. DÍZIMOS E OFERTAS COMO FONTES DE BÊNÇÃOS

18- Como é a bênção da multiplicação, tanto no Antigo como no Novo Testamento demonstrando que DEUS reconhece e recompensa a fidelidade do seu povo? Complete:

Quando o crente é liberal em ________________________________ para o Reino de DEUS, uma decorrência natural do seu gesto é a bênção da multiplicação dada pelo Senhor. DEUS promete derramar bênçãos sem _________________________ e fazer abundar em toda graça (2 Co 9.6-10).  Malaquias relaciona a ________________________________ do povo de Israel à devolução dos dízimos e das ofertas (Ml 3.10,11).  O mesmo princípio é destacado em o Novo Testamento quando Paulo diz que DEUS é poderoso para fazer _____________________________ em toda graça aqueles que demonstram voluntariedade em _____________________________ para o Reino de DEUS.

19- A Bíblia revela que o Senhor é um DEUS de restituição (Jl 2.25).  Como é a bênção da restituição?

O profeta Joel mostra que a terra de Israel era atacada constantemente por _____________________________________ que, em diferentes estágios de desenvolvimento, destruíam as suas lavouras. Para garantir a sobrevivência do povo, DEUS promete _________________________________ o que a praga _______________________________ (Jl 1.4; 2.25; Na 3.16).  Malaquias associa o devorador àquele “que consome o fruto da terra” (Ml 3.11).  A referência aplica-se, num primeiro plano, às pragas de gafanhotos, e num segundo plano a toda ação do __________________________________ sobre o povo.

20- Na Antiga Aliança, o Senhor prometeu “derramar bênçãos sem medida” sobre o seu povo (Ml 3.10). Como é a bênção da provisão de DEUS? Complete:

Na Nova Aliança, Ele deseja que o crente tenha “toda _________________________________” (2 Co 9.8). A prosperidade bíblica é viver na suficiência de CRISTO (2 Co 3.5; 9.8). Tal suficiência é vista como sendo a ____________________________________ divina para os filhos de DEUS. Deve ser lembrado, no entanto, que essa suficiência não deve ser confundida simplesmente com a aquisição de posses ______________________, mas o ter o necessário para viver com dignidade e, principalmente, possuir paz com DEUS e alegrar-se nEle (Fp 4.11; 2 Ts 3.16). Por toda a Escritura, observamos o cuidado do Senhor no sentido de ____________________________ para o seu povo aquilo que é necessário para o seu viver (Mt 6.25-33). Quando conscientizarmo-nos que estamos honrando o Senhor com nossos dízimos e ofertas, Ele ___________________________________ sobre nós sua provisão.

CONCLUSÃO

21- Complete:

Vimos, pois, que a prática dos dízimos e das ofertas sempre esteve ________________________________________ na história do povo de DEUS. Evidentemente que fica para nós o princípio de que somos abençoados não porque contribuímos, mas _________________________________ porque já somos abençoados. DEUS reconhece a _______________________________________ do crente em contribuir para o seu Reino e, por graça e misericórdia, derrama sobre nós as suas muitas e _______________________________ bênçãos.

RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm

converter em pdf.

Comente.