Wordpress Themes

Vencendo a Ansiedade

Introdução
O tema da mensagem desta noite é uma das doenças que mais tem assolado o ser humano em nossos dias. O apóstolo Paulo tinha motivos de sobra para estar ansioso: 1) Tratava de problemas de relacionamento entre irmãos (Fp 1.14-17); 2) Estava preso; e 3) Pairava no ar a possibilidade de sua execução. Paulo tinha todo direito de estar ansioso, mas não foi o que fez. Ele concentrou-se em explicar aos seus leitores o segredo da vitória sobre a preocupação.

O que é a ansiedade? A palavra grega traduzida por “ansiosos” significa “atraídos para direções diferentes”. Nossas esperanças nos puxam para um lado, nossos medos para o outro e a tensão torna-se insuportável. O sentido da palavra ansiedade é associado a angústia, que pode significar “aperto”.  Quando ficamos ansiosos, sentimo-nos “apertados” e “estrangulados” a ponto de ter sintomas físicos bastante claros.

Do ponto de vista espiritual, a ansiedade é constituída  de pensamentos (a mente) e de sentimento (o coração) incorretos acerca de circunstâncias, pessoas e coisas. No entanto, não basta dizer para si mesmo: “pare de se preocupar”. A força de vontade não é capaz de pegar este ladrão de alegria. Para vencer a ansiedade, é preciso ter mais do que boas intenções.

O único remédio perfeito para a ansiedade é a SEGURANÇA (Fp 4.7). Quando temos segurança, a paz de Deus nos guarda (Fp 4.7) e o Deus da paz nos guia (Fp 4.9). Mas, para vencer a ansiedade e experimentar a segurança, devemos cumprir três condições que Deus determinou:

1) Orar corretamente (Fp 4.6-7)

Paulo usou três palavras para descrever a oração correta: “oração, súplica e ações de graças”. Orar corretamente envolve estes três elementos. Clique aqui para ler o texto completo »

converter em pdf.

Ansiedade

Vivemos em dias em que nos vemos muitas vezes tornados pela ansiedade. Neste texto nós encontramos Jesus ensinando a seus discípulos a vencer a ansiedade. Este é o tema de nossa meditação. Vencendo a Ansiedade.

Mensagem : Ansiedade
Objetivo : Ensinar como vencer a inquietude com Jesus Cristo
Texto Base : Mt 6:25-34

Ansiedade

Vencendo a inquietude com Jesus Cristo

A inquietude

Por isso vos digo: Não andei ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento e o corpo mais do que vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo Vosso Pai celeste as sustenta.

Porventura, não valei vós muito mais do que as aves? Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer um deles.

Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé? Portanto não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas cousas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas cousas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.

Vivemos em dias em que nos vemos muitas vezes tornados pela ansiedade. Neste texto nós encontramos Jesus ensinando a seus discípulos a vencer a ansiedade. Este é o tema de nossa meditação. Vencendo a Ansiedade.Texto Mt 6:25-34 Clique aqui para ler o texto completo »

converter em pdf.

TV EBD - Vencendo a Ansiedade - Ev. Luiz Henrique

Assista os vídeos da TV EBD com a aula da Lição 2 - Vencendo a Ansiedade. Para facilitar o download, o vídeo é dividido em 5 partes. Você pode assistir aqui mesmo, clicando nos vídeos, ou clicar nos links, acima dos vídeos para salvar; ao abrir a nova página, clique no botão Download. Os vídeos são produzidos pelo Ev. Luiz Henrique e também publicados no seu site.

1ª Parte - Lição 2 - 3T/2008 - 1ª parte

2ª Parte - Lição 2 - 3T/2008 - 2ª parte

3ª Parte - Lição 2 - 3T/2008 - 3ª parte

4ª Parte - Lição 2 - 3T/2008 - 4ª parte

5ª Parte - Lição 2 - 3T/2008 - 5ª parte

converter em pdf.

Vencendo a Ansiedade - Rádio Boas Novas

Igreja Evangélica Assembléia de Deus - Recife / PE

Superintendência das Escolas Bíblicas Dominicais Pastor Presidente: Ailton José Alves

Av. Cruz Cabugá, 29 - Santo Amaro - CEP. 50040-000 Fone: 3084 1524

LIÇÃO 02 - VENCENDO A ANSIEDADE

INTRODUÇÃO

O mundo moderno é um mundo paradoxal, em termos de saúde mental e física. Há tantos remédios, hospitais, clínicas especializadas, métodos de cuidar da saúde; academias e centros de beleza estética proliferam por toda parte. Mas, nunca houve tantas pessoas enfermas, tanto da mente, quanto do corpo. A ansiedade é um dos grandes males deste século, que acomete milhões de pessoas ao redor do mundo. Certo pensador disse que “a ansiedade começa onde termina a fé; e a fé termina onde começa a ansiedade”. Ela tem sido responsável por grande parte dos problemas espirituais e emocionais de muitos crentes.

I- ETMOLOGIA DO TERMO ANSIEDADE

1.1 Ansiedade - “É o estado emocional angustiante acompanhado de alterações somáticas (cardíacas, respiratórias, etc.), e em que se prevêem situações desagradáveis, reais ou não”. (Dic. Aurélio). O termo grego para ansiedade é merimna, e tem o sentido de “ansiedade”, “cuidado”, que são substantivos. O verbo é merimnaõ, e significa “estar preocupado”, “estar cuidadoso”, “tomar responsabilidade por alguém”, Jesus empregou este termo em Mt 6.25, quando exortou a não andarmos ansiosos: “Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?”

II- ORIGEM E CAUSAS DA ANSIEDADE

2.1 Origem - A origem primária das enfermidades, sem qualquer sombra de dúvidas, foi a queda do homem no Éden (Gn 3.1-7; Rm 5.12). Certamente, as primeiras enfermidades sofridas pelo homem foram as mentais. Após a queda, a primeira sensação que o homem teve foi de medo (um tipo de ansiedade), Gn 3.8,10 “E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim”, ” E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me”. Clique aqui para ler o texto completo »

converter em pdf.

Ansiedade, o estrangulamento emocional

Hernandes Dias Lopes

Mateus - 6 - 25 : 25

A palavra ansiedade, na língua grega, significa estrangulamento. A ansiedade nos tira o oxigênio, corta o nosso fôlego e nos asfixia. Ela rouba nossas forças, embaça nossos olhos e tira de nós a perspectiva do futuro. A ansiedade é um mal que atinge a todos, pobres e ricos, doutores e analfabetos, homens e mulheres, adultos e crianças. A pressão da vida moderna, a falta de comunicação no lar, o isolamento das pessoas e a ausência da comunhão com Deus abrem a porta para a ansiedade.

Jesus nos alerta a não vivermos ansiosos com respeito ao dia de amanhã, quanto ao que havemos de comer, beber ou vestir (Mt 6.25). Não administramos o futuro, por isso não podemos sofrer por alguma coisa que ainda está para acontecer. A ansiedade é inútil, pois além de não nos ajudar a resolver o problema amanhã, ela nos enfraquece hoje. A ansiedade é incoerente, pois muitas vezes sofremos hoje por algo que jamais vai acontecer. E se tivermos de enfrentar um problema, a ansiedade nos leva a sofrer duas vezes, pois sofremos antes e quando o problema chega, vamos ter que encará-lo novamente. A ansiedade é um ato de incredulidade. Ficamos ansiosos porque duvidamos que Deus é poderoso e suficiente para cuidar da nossa vida. Onde a ansiedade se instala, a fé não tem mais espaço.

Jesus nos ensina que a criação de Deus é um antídoto contra a ansiedade. Os pássaros não semeiam, não colhem nem ajuntam em celeiros, mas Deus os alimenta. Os lírios do campo se vestem garbosamente e eles não trabalham nem fiam, no entanto nem Salomão em toda a sua glória se vestiu como eles (Mt 6.28,29). O apóstolo Paulo diz que não devemos ficar ansiosos por coisa alguma, antes devemos apresentar a Deus em oração nossas necessidades (Fp 4.6). O apóstolo Pedro diz que devemos lançar sobre o Senhor toda a nossa ansiedade porque ele tem cuidado de nós (1 Pe 5.7).

Davi nos ensina a receita para a cura da ansiedade. Ele diz que devemos nos agradar de Deus, sabendo que ele é poderoso para satisfazer os desejos do nosso coração (Sl 37.4). Temos que ter a coragem de entregar nosso caminho ao Senhor, confiar e descansar nele, sabendo que ele tudo fará por nós (Sl 37.5,7). O mesmo Deus que está na sala de comando do universo também dirige a nossa vida. Nossas crises não o apanham de surpresa. Ele conhece nossas necessidades antes mesmo que as apresentemos a ele. Nós valemos mais que as aves do céu e os lírios do campo. Ele jamais vai desistir de completar sua obra em nós. Se ele nos permite passar por situações difíceis isso não significa ausência de amor nem falta de cuidado, mas ação pedagógica para esculpir em nós o caráter de Cristo. Deus está trabalhando em nós e nos transformando de glória em glória para refletirmos a imagem do seu Filho. Todas as coisas que se nos vêm são trabalhadas pela providência divina para o nosso bem último e maior (Rm 8.28).

Não deixe seu coração ficar prisioneiro da ansiedade. A Bíblia diz que “a ansiedade no coração do homem o abate” (Pv 12.25), mas “o ânimo sereno é a vida do corpo” (Pv 14.30). Diz a Escritura: “O coração alegre é bom remédio, mas o espírito abatido faz secar os ossos” (Pv 17.22). Descanse em Deus. Tire os seus olhos das circunstâncias e ponha-os naquele que está acima e no controle das circunstâncias. Não entre na caverna da depressão, mas diga à sua própria alma: “Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu” (Sl 42.11).

Publicado no site Sermão

converter em pdf.

Ansiedade & Preocupação

A ansiedade é uma sensação de receio, preocupação e de apreensão, decorrente da excessiva excitação do Sistema Nervoso Central, sem causa evidente. Ela é parente próximo do medo (muitas vezes onde a diferenciação não é possível), é distinguida dele pelo fato de o medo ter um fator desencadeante real e palpável, enquanto na ansiedade o fator de estimulo teria características mais subjetivas. Concluindo: Aos olhos de Deus é um pecado!

“A seguir, dirigiu-se Jesus a seus discípulos, dizendo: Por isso, eu vos advirto: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer, nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Porque a vida é mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes.” Lc 12.22,23 (Veja também: Lc 12.11,12,25,26; 1Co 7.32; Fp 4.6; 1Pe 5.7)

No texto de Lucas, encontramos o Senhor Jesus chamando a atenção dos discípulos para a necessidade de uma vida isenta de preocupações, mostra-lhes ainda, que a excessiva ansiedade não produz nenhum fruto proveitoso na edificação espiritual, pelo contrário, manifesta-se como resultado de uma vida desprovida de fé na providência divina.

Nos dias contemporâneos o quadro não é muito diferente. A ansiedade tem entrado nos corações com muita força, roubando o lugar reservado ao Espírito Santo de Deus; as causas são as mais diversas, entre elas:

1- Dificuldade financeira (geralmente provenientes de negócios e ações realizadas por impulso, sem a devida analise de rendimentos. É muito fácil comprar, são os crediários, cartões, etc. Mas, são compromissos que vencem e precisam ser honrados.);

2- Situação Profissional (Emprego no Brasil é extremamente difícil); Clique aqui para ler o texto completo »

converter em pdf.

É Sua Escolha: Ansiedade ou Descanso

Ansiedade: uma emoção que é caracterizada por um sentimento de desassossego, apreensão, medo, preocupação, tensão, inquietação.

Dr. Garry Collins diz: … é a doença do século
Dr. John Hagai diz: … é o inimigo nº 1 das pessoas

I. Causas da Ansiedade

São muitas …

  • Exemplo dos pais.
  • Conflitos na infância.
  • Incerteza quanto ao futuro.

II. Sintomas da Ansiedade

Também são muitos …

  • Desconforto do estômago.
  • Boca seca.
  • O Coração bate mais rápido.
  • Irritabilidade, esquecimento, etc.

III. Efeitos da Ansiedade

Os psicólogos e a Bíblia indicam que alguma ansiedade - uma realista preocupação - é algo saudável e leva a pessoa a uma melhor “performance”.

  • nenhuma ansiedade > pouca produção
  • muita ansiedade > menor ainda a produção
  • preocupação sadia > alto nível de produção

IV. Passos Bíblicos para Lidarmos com a Ansiedade

  1. “Alegrai-vos no Senhor” -Filip 4:4
  2. Exiba sua moderação para com todos. - Filip 4:4
  3. Pare de se preocupar e ore. - Filip 4: 5-6
  4. Entenda que Deus pode nos dar uma paz - tão real - que nem faz sentido para os outros. - Filip 4:7
  5. Pense pensamentos positivos. - Filip 4:8
  6. Focalize em vidas sérias com Deus. - Filip 4:9.
  7. Pare de lamuriar … desenvolva o contentamento cristão - Filip4:11
  8. Ouça boa música. - I Samuel 16:23
  9. Imagine o pior e veja que não é tão ruim assim
  10. Viva cada dia, por dia. Não traga o dia de amanhã para hoje. Jesus proíbe isto. - Mat 6:34.
     

Pr. Ary Velloso - Igreja Batista do Morumbi

Publicado no Portal Bibliaworld Net

converter em pdf.

Deixar a Ansiedade

A tarefa mais difícil dos cristãos

“Pois ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa. Cobrir-te-á com as suas penas, e, sob suas asas, estarás seguro; a sua verdade é pavês e escudo” (Sl 91.3-4).

Embora em muitas passagens da Bíblia tenhamos promessas da fidelidade, da provisão e da proteção de Deus, a tarefa mais difícil dos cristãos, a meu ver, consiste em seguir a ordem expressa nas três palavras “não andeis ansiosos”.

Uma senhora idosa disse certa vez que havia sofrido muito, principalmente por causa de preocupação e medo de coisas que nunca aconteceram. Corrie ten Boom disse sobre este assunto:

Eu creio que, quando nos preocupamos, praticamente nos comportamos como ateus. Ou cremos em Cristo, ou não cremos. Ele disse: “Eu venci o mundo”. Ele venceu? Ou Ele apenas nos prega uma peça de mau gosto?

Muitas vezes procedemos como pessoas que usam o elevador, mas não colocam a pesada mala no chão, preferindo segurar todo o peso. Na verdade somos crentes, mas simplesmente não nos aventuramos a entregar a nossa carga de preocupações Àquele que quer se preocupar conosco, que cuida de nós e nos conclama na Bíblia:

Não se preocupem!

Na prática, como demonstramos que “não nos preocupamos com nada”? Filipenses 4.6-7 nos diz:

“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.”

“Não se aflijam com nada; ao invés disso, orem a respeito de tudo; contem a Deus as necessidades de vocês, e não se esqueçam de agradecer-Lhe suas respostas” (Fp 4.6, A Bíblia Viva).

A exortação de Deus “Não andeis ansiosos” não é um conselho amoroso, um desejo ou um pedido, mas uma ordem! Nela somos chamados a assumir a tarefa mais pesada dos cristãos.

De fato existem muitas coisas que podem nos preocupar. Problemas familiares: o que será dos nossos filhos? o que acontecerá se eu perder o emprego - o dinheiro ainda será suficiente para todos? Nos negócios: no último ano as coisas correram bem. Mas neste novo ano, será que venceremos todos os obstáculos? Outras preocupações: medo de câncer, medo de infarto, de qualquer outra doença ou de um acidente. Medo de alimentos que prejudicam a saúde, da morte repentina, da guerra, da inflação… Talvez sobre a prancheta com a lista das preocupações até existam coisas das quais poderíamos dizer: “Nesse caso, tenho razão em me preocupar”. Todavia, simplesmente devemos concordar que esse procedimento é totalmente contrário à ordem de Deus: “Não andeis ansiosos de cousa alguma”. Clique aqui para ler o texto completo »

converter em pdf.

O que os Cristãos Devem Saber Sobre Depressão, Ansiedade

O que os Cristãos Devem Saber Sobre Depressão, Ansiedade… - Grant Mullen

Editora: Danprewan
ISBN: 8585685751
Ano: 2004
Edição: 1
Número de páginas: 95
Acabamento:  Brochura
Formato: Médio

Sinopse:
Depressão é uma das condições clínicas menos diagnosticadas e mais debilitantes na sociedade de hoje. Custa para a economia dos Estados Unidos 27 bilhões de dólares por ano: gastos com médicos, perda de produtividade, desemprego, aumento da suscetibilidade a doenças, suicídio, separação da família, fracasso nos relacionamentos, consumo de álcool e sofrimento pessoal. Estima-se um custo de 5 bilhões de dólares por ano no Canadá. Só as doenças cardiácas causam uma incapacitação e custos comparáveis para sociedade. Este livro responde as perguntas mais comuns que são feitas sobre saúde mental. Assim, você será capaz de reconhecer e compreender essas condições e procurar ajuda. Terá ferramentas para ajudar a si mesmo ou a um ente querido que sofre de um distúrbio a voltar a levar uma vida normal. Você também estará mais bem preparado para ajudar alguém a passar pelo processo de tratamento dando-lhe uma razão para ter esperança.

converter em pdf.