Wordpress Themes

Drogas

Drogas



Gostaria de conversar com pais de adolescentes (e com os adolescentes também). Vamos falar de um assunto muito importante e difícil: Drogas

- O que os pais devem fazer ao descobrirem que o filho está envolvido com drogas? Eis algumas sugestões:

1. Não negue suas suspeitas

Por favor, por mais difícil que seja, não escolha ignorar, sufocar ou esconder de si mesmo o temor de que ele esteja experimentando drogas. A droga não escraviza uma pessoa de uma hora para outra. Ela precisa de tempo para tornar alguém dependente e você, pai, pode tomar algumas providências efetivas para tentar ajudar seu filho Não pense que a curiosidade, a fuga, o prazer, a depressão, enfim, aquilo que impulsiona seu filho à droga vai parar num passe de mágica ou quando você ou ele determinarem. Se você não agir rapidamente, estará desperdiçando um tempo precioso.

2. Aprenda a reconhecer os sintomas perigosos que indicam o abuso de drogas

a. perda de energia e ambições
b. declínio significativo no aproveitamento escolar
c. dispersão da atenção
d. comunicação prejudicada - dificuldade até para articular palavras
e. dificuldade para conviver com outras pessoas chegando até a desrespeitá-las, ficando arredio
f. rosto pálido, olhos vermelhos, olhar estagnado, com reações lentas como se estivesse sonolento
g. aparência negligenciada
h. exasperação à menor crítica
i. mudança de comportamento - antes, empreendedor, ativo, competitivo - depois passivo, acomodado
j. amizades misteriosas: telefonemas furtivos, amigos que não se identificam e que nunca aparecem
l. necessidade de ter mais e mais dinheiro. Começam a sumir objetos e quantias guardadas em casa. Clique aqui para ler o texto completo »

converter em pdf.

A Droga é melhor?

 Hoje em dia está muito comum e quase natural, sermos abordados por pessoas que nos oferecem drogas, como se fosse a melhor coisa do mundo, enquanto, fica cada vez mais raro, e parece coisa de outro planeta, sermos abordados por pessoas que nos oferecem a melhor coisa do mundo, que é Jesus, como se a vida com Ele fosse uma droga.

Os arautos das drogas argumentam assim; quem usa drogas não é careta, está na moda, em dia com o seu tempo, curte a vida de montão, mostra e aproveita a sua liberdade, faz altas viagens, conhece o paraíso, fica maneiro, esquece os problemas da vida e o stress cotidiano, e totalmente de graça.

É claro que não mostram o outro lado da sua doutrina, que, de graça mesmo, só da primeira vez que te oferece ou, quando muito, até você se tornar um dependente. A partir daí, surge um novo consumidor, de quantidade cada vez maior, de produto cada vez pior, um verdadeiro escravo, que gastará todos os recursos para manter o vício. Quando estes acabarem, vai vender tudo que tem e até o que não tem, pois vai começar a roubar e a matar para poder manter a droga, ainda que a sua mente e moral (enquanto a possuir), seja contra.

Eles dizem que você vai curtir a vida, mas não dizem que é na sarjeta, no submundo, na miséria, na delegacia. Dizem que esquecerá os problemas, e é verdade, você não terá mais com o que nem com quem se preocupar, pois perderá tudo; a sua família, o seu trabalho, a sua saúde. A única preocupação que terá, vai ser a de manter as suas altas viagens, sendo que a mais alta, fica a sete palmos abaixo do chão, após uma overdose, uma agulha contaminada, o corpo vendido que contraiu uma doença terminal, ou pela deterioração que o corpo naturalmente sofrerá.

Há! E tudo isto, claro, não antes de matar os seus amigos e entes queridos, de desgosto, preocupação, tristeza, e até assassinado por algum bandido que você ajudou a patrocinar com o dinheiro que envia aos traficantes quando compra drogas. Talvez seja por um amigão seu, também usuário, freqüentador do paraíso, que no afã de manter o vício, precisou assaltar o seu parente e tudo acabou em morte e tragédia. Clique aqui para ler o texto completo »

converter em pdf.

A Sedução das Drogas - Pr. José Roberto A. Barbosa

Texto Áureo: Ef. 5.8 - Leitura Bíblica em Classe: Pv. 23.29-35
Objetivo: Mostrar que somente por meio da graça redentora de Cristo é possível viver sem os vícios que destroem o corpo, o templo do Espírito Santo.
INTRODUÇÃO
O uso das drogas se tornou um mal não só para o corpo humano, mas também para a sociedade como um todo. Várias pessoas, nos dias atuais, se encontram atadas às correntes dos vícios que resultam não apenas na destruição do corpo, da família e da sociedade. Ciente dos males que as drogas tem causado, nos propomos, na lição de hoje, a 1) definir o que seja drogas e refletir a respeito das causas de sua utilização; 2) mostrar o que a Bíblia tem a dizer a respeito do uso de drogas; e 3) instruir as pessoas a não se envolverem com as drogas, bem como saídas para aqueles que, por elas, se encontram aprisionados.
1. DROGAS, O QUE É E PORQUE AS PESSOAS AS USAM
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, drogas é toda substância que, introduzida em um organismo vivo, pode modificar uma ou mais de suas funções. As drogas costumam ser classificadas em: 1) ilícitas - são aquelas substâncias cuja comercialização é proibida por provocar altíssimo risco de causar dependência física e/ou psíquica (cocaína, maconha, crack, etc); 2) lícitas - são aquelas legalmente produzidas e comercializadas (bebidas alcoólicas, tabaco, medicamentos, inalantes, solventes), sendo que a comercialização de alguns medicamentos é controlada, pois há risco de causar dependência física / psíquica; 3) bebida alcoólicas - álcool etílico, extraído da fermentação de substâncias açucaradas (uva, cana-de-açúcar, cereais). Em relação à sua utilização, destaca-se, principalmente, os problemas de ordem familiar. Mas não sejamos ingênuos em pensar que apenas a desestruturação familiar seja a única causa do uso de drogas. O uso de drogas são os meios que os indivíduos usam para buscar mais prazer do que a sociedade oferece e para aliviarem suas frustrações e insatisfações com uma sociedade que perdeu seus valores, que se tornou relativista e fragmentária. Os jovens usam drogas porque não há mais rumos pré-estabelecidos, não há mais valores, não há mais limites, somente o que importa é a busca do prazer imediato. Elas produzem um alívio momentâneo, mas potente, que altera o funcionamento bioquímico do cérebro, possibilitando a sensação de prazer, mas que às vezes tem se tornado um caminho sem volta. Clique aqui para ler o texto completo »

converter em pdf.