Lição 12 - A modéstia cristã


Estudos:

- Influência da Modéstia no Caráter Cristão

- O "Adorno" da Mulher Cristã: proibição ou privilégio?

- Virtudes e Caráter
- A Vestimenta Que Agrada a Deus
- A quem desejo agradar com o meu vestir?
- As mulheres cristãs não podem aparar seus cabelos?

- O fruto do Espírito - Domínio próprio

- O fruto do Espírito

- O fruto de Espírito

- Virtudes e dons do Espírito Santo

- A religião da opinião pública

- O fruto do Espírito Santo na vida do cristão

Livros:

- Humildade - A Beleza da Santidade - Andrew Murray - Editora dos Clássicos

- As Virtudes Cristãs - Gary L. Thomas - Editora Textus

Complemento:

Questionário Questionário da lição - Colaboração de Moisés Soares da Câmara

Texto Áureo:
“O qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniqüidade e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras” (Tt 2.14).
SE DEU A SI MESMO POR NÓS, PARA... Cristo derramou seu sangue na cruz (1 Pe 1.18,19) para (1) redimir-nos de toda a iniqüidade e da propensão de desobedecer a lei de Deus e seus santos padrões (cf. 1 Jo 3.4), e (2) tornar-nos um povo santo, separado do pecado para ser a possessão especial de Deus. Aqueles que estão lutando duramente contra o pecado e contra o poder de Satanás devem saber que, uma vez que Cristo morreu em prol da sua redenção, muito mais agora, Ele dar-lhes-á graça suficiente para triunfarem sobre o poder do pecado e do mal (Rm 5.9-11).
Verdade Prática:
Como povo santo e escolhido por DEUS, devemos dar bom exemplo em todo tempo, e primar pela modéstia que nos recomenda a Bíblia Sagrada.

Leitura Diária:
 
Segunda 2 Rs 17.33,34 Costumes abomináveis a DEUS
33Assim, ao SENHOR temiam e também a seus deuses serviam, segundo o costume das nações dentre as quais tinham sido transportados.34Até ao dia de hoje fazem segundo os primeiros costumes; não temem ao SENHOR, nem fazem segundo os seus estatutos, e segundo as suas ordenanças e segundo a lei, e segundo o mandamento que o SENHOR ordenou aos filhos de Jacó, a quem deu o nome de Israel.

Terça  Is 2.6 Costumes pecaminosos dos ímpios
Mas tu desamparaste o teu povo, a casa de Jacó; porque se encheram dos costumes do Oriente, e são agoureiros como os filisteus, e se associam com os filhos dos estranhos.
TU DESAMPARASTE O TEU POVO. Estes versículos descrevem a apostasia e o mundanismo da nação de Judá. Seus habitantes abandonaram a Deus, adotaram a idolatria e o ocultismo, deleitavam-se nas práticas ímpias dos pagãos e depositavam sua confiança no dinheiro, nas alianças internacionais e no poderio militar. Daí, Isaías orar para que não houvesse 
perdão até que Deus, mediante duros revezes os levasse a um arrependimento de coração (vv. 17-21). Ele sabia que o perdão aparente do ritual religioso só agravaria a situação. Um arrependimento sincero deve preceder o perdão (1.16-20).

Quarta Jr 10.3 Costumes indignos
Mas tu desamparaste o teu povo, a casa de Jacó; porque se encheram dos costumes do Oriente, e são agoureiros como os filisteus, e se associam com os filhos dos estranhos.
NÃO APRENDAIS O CAMINHO DAS NAÇÕES. Ante a ameaça da invasão dos babilônios, o povo recorria cada vez mais aos ídolos e à astrologia e espiritismo das nações vizinhas. Jeremias adverte o povo contra tais coisas e declara que o Senhor Deus é o único Deus verdadeiro que criou todas as coisas (vv. 10-12).

Quinta At 13.18 DEUS suportou os maus costumes de Israel
e suportou os seus costumes no deserto por espaço de quase quarenta anos.
Apesar de ter sido redimido e de ter sido alvo da graça de Deus, o povo murmurou contra Ele (vv. 2,27), endureceu o coração (Hb 3.8), rebelou-se contra seu Senhor (vv. 2,9), desconsiderou o Senhor e recusou-se a ouvir a sua voz (vv. 11,23), tentou ao Senhor (v. 22), deixou de obedecer aos seus mandamentos (v. 41) e desviou-se de seguir o Senhor (v. 43). Conseqüências da desobediência dos israelitas. Veio sobre eles a ira de Deus (1 Co 10.5-10; Hb 3.10,17), a morte e a destruição (vv. 29,35), deixaram de entrar na terra de Canaã (vv. 22,23), perderam o direito ao repouso com Deus (Sl 95.7-11; Hb 3.11,18

Sexta 1 Co 15.33 Costumes corrompidos
e suportou os seus costumes no deserto por espaço de quase quarenta anos.
UM POUCO DE FERMENTO FAZ LEVEDAR TODA A MASSA. Na Bíblia, "fermento" (i.e., levedura que produz fermentação) é símbolo do erro que permeia o povo e corrompe a verdade, a retidão e a vida espiritual (Gl 5.7-9; ver Êx 13.7; Mc 8.15). Paulo, neste versículo, compara o fermento ao processo pelo qual o pecado e a iniqüidade paulatinamente se propagam numa comunidade cristã, corrompendo assim a muitos. Qualquer igreja que não tomar medidas severas contra a imoralidade sexual entre seus membros descobrirá que a influência maligna desse mal se alastrará pela congregação e contaminará a muitos. O pecado deve ser rigorosamente removido; doutra forma, no decurso do tempo, a totalidade da comunidade cristã se corromperá e o Espírito Santo não terá lugar nessa igreja (ver Ap 2,3).

Sábado Hb 13.5 Costumes sem avareza
e suportou os seus costumes no deserto por espaço de quase quarenta anos.
SEM AVAREZA. Note que a admoestação para se ficar livre do amor ao dinheiro, segue-se à exortação contra a imoralidade (v. 4). A avareza e a imoralidade têm estreita conexão entre si no NT (1 Co 5.11; 6.9,10; Ef 5.3; Cl 3.5). Com grande freqüência o amor à abundância e ao luxo, bem como a busca constante de riqueza, fazem da pessoa presa fácil dos pecados sexuais (ver 1 Tm 6.6-10).
Leitura Bíblica Em Classe:
1 PEDRO 1.14-16 = 14como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância; 15 mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver, 16 porquanto escrito está: Sede santos, porque Eu sou santo.
SEDE SANTOS. Deus é santo, e as qualidades de Deus devem ser as qualidades do seu povo. A idéia principal de santidade é a separação dos modos ímpios do mundo e dedicação a Deus, por amor, para o seu serviço e adoração (ver Lv 11.44). A santidade é o alvo e o propósito da nossa eleição em Cristo (Ef 1.4); significa ser semelhante a Deus, ser dedicado a Deus e viver para agradar a Deus (Rm 12.1; Ef 1.4; 2.10; ver Hb 12.14). É o Espírito de Deus que realiza em nós a santificação, que purifica do pecado nossa alma e nosso espírito, que renova em nós a imagem de Cristo e que nos capacita, pela comunicação da graça, a obedecer a Deus segundo a sua Palavra (Gl 5.16,22,23,25; Cl 3.10; Tt 3.5; 2 Pe 1.9). Para ensino adicional sobre a 
santidade como maneira de viver)

TITO 2.13,14 = 13 aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande DEUS e nosso Senhor Jesus Cristo,14o qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniqüidade e purificar para si um povo seu 
especial, zeloso de boas obras.
2.13 A BEM-AVENTURADA ESPERANÇA. A "bem-aventurada esperança" pela qual todo cristão deve ansiar é o "aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo" e a nossa união com Ele por toda a eternidade (ver Jo 14.3). Essa esperança pode ser concretizada a qualquer momento (cf. Mt 24.42; Lc 12.36-40; Tg 5.7-9). Assim sendo, os cristãos nunca devem abrir mão da sua expectativa mantida em oração de que talvez ainda hoje a trombeta soará e o Senhor voltará2.14 SE DEU A SI MESMO POR NÓS, PARA... Cristo derramou seu sangue na cruz (1 Pe 1.18,19) para (1) redimir-nos de toda a iniqüidade e da propensão de desobedecer a lei de Deus e seus santos padrões (cf. 1 Jo 3.4), e (2) tornar-nos um povo santo, separado do pecado para ser a possessão especial de Deus. Aqueles que estão lutando duramente contra o pecado e contra o poder de Satanás devem saber que, uma vez que Cristo morreu em prol da sua redenção, muito mais agora, Ele dar-lhes-á graça suficiente para triunfarem sobre o poder do pecado e do mal (Rm 5.9-11).
Objetivos: Após esta aula, seu aluno deverá estar apto a:
1- Definir o termo modéstia.
2- Compreender o ensino da modéstia no Antigo e Novo Testamentos.
3- Discernir o tratamento que deve ser dispensado, com relação à modéstia, aos crentes novos e antigos.
 
Comentários: INTRODUÇÃO
O que é a modéstia cristã? Ao estudar este princípio, seremos levados a modelar o nosso porte, postura e comportamento, de conformidade com a Palavra de DEUS. Isto significa andar como Jesus andou. A fim de que venhamos a entender adequadamente o que é a modéstia cristã, é necessário, antes de mais nada, estudá-la à luz da Bíblia Sagrada. O que ela significa? Por que é tão importante para o nosso crescimento espiritual?

I. O QUE É A MODÉSTIA CRISTÃ
Somos chamados para ser um povo piedoso que pensa, sente e age de acordo com os princípios do Céu. Para que o Espírito recrie em nós o caráter de nosso Senhor, só nos envolvemos naquelas coisas que produzirão em nossa vida pureza, saúde e alegria semelhantes as de Cristo. Nosso vestuário deve ser simples, modesto e de bom gosto, apropriado  àqueles cuja verdadeira beleza não consiste no adorno exterior,  mas no ornamento imperecível de um espírito manso e tranqüilo.  Nisto Cremos
APARÊNCIA MODESTA
   O princípio bíblico da modéstia, aplica-se à nossa aparência pessoal, modo de vestir-se que realce o testemunho cristão, e no evitar 0 orgulho, presunção e sensualidade.
A. A Modéstia
   1. A modéstia, é uma graça espiritual interna, que se manifesta na conduta exemplar, livre de atos impuros ou indecentes, sendo pura no pensamento, gerando comedimento no vestuário e na conduta (Efésios 4:25, 29, 31; 5:1-8; I Timóteo 2:9).
    2. Portanto, a modéstia, inclui nossa aparência pessoal, conduta, modo de vestir e falar e tem aplicação a todos os atos da nossa vida, sendo seu ponto essencial um estilo de vida que agrada a Deus.
B. Aparência e Modo de Vestir-se
   1. Nossa vida, nosso caráter e o conceito de nós mesmos, refletem-se, na nossa aparência e modo de vestir-se. A recomendação bíblica "não vos conformeis com este mundo", lembra-nos, que nosso trajar deve ser modesto e decente em todos os sentidos (Romanos 12:2; I Tessalonicenses 5:22, 23).
   2. Deus não proíbe o trajar-se do bom e do melhor. Todavia, acima de tudo, devemos buscar a beleza espiritual, a qual não vem do uso externo de jóias, vestidos e cosméticos de altos preços, mas, de palavras puras e de um espírito afável e aprazível (Filipenses 4:8; I Pedro 3:3-5).
C. Orgulho, Presunção e Sensualidade
   1. Como cristão piedosos, devemos evitar toda lascívia, e evitar modos de vestir-se, que provoquem pensamentos, atitudes e estilos de vida imorais (Gálatas 5:13-21; I Pedro 2:11; II Pedro 1:4).
   2. O adorno externo, seja vestido ou jóia, como exibição ostensiva, é contrário à atitude espiritual (Tiago 2:1-4). 

II. OS VERDADEIROS CRISTÃOS SÃO UM POVO ESPECIAL
1. Características do povo de DEUS. 
Povo de Deus Espalhado no Mundo: 1 Pedro 2:4 Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, 5 também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo.
 
Quem éramos nós?
 Características Da Condição Dos Gentios, No Passado:    Efésios 2
 
1 Sem O Concerto(V.11)
A Circuncisão Tinha Um Sentido Moral E Religioso Que Tornava Os Judeus Diferentes Dos Demais Povos Do Mundo (Gn 17.9-14).
Gentio Na Carne = Idólatra-Adorador De Deuses Mortos-Não Pertencente Ao Povo De Deus.
 
2 Sem O Sinal De Exclusividade
Incircuncisão = Cachorro Sarnento
 
3 Sem Cristo(V.12)
Não Tinham Nem Ouvido Falar Do Messias, O Salvador, O Elo De União Entre Todos Os Povos Com Deus, Formando Um Povo Só.
 
4 Sem Direito À Comunidade De Israel(V.12)
Teocracia = Deus Governando Através De Homens Escolhidos Por Ele Mesmo.
 
5 Sem Esperança(V.12)
Não Podiam Esperar Nada Do Futuro, Pois Nem Sabiam De Um Futuro Com Deus.
 
6 Sem Deus No Mundo(V.12)
Todo Ser Humano Tem Uma Intuição Da Existência De Deus, Mas Só Pode Conhece-Lo Através Do Conhecimento De Cristo. O Espírito Do Homem Clama Por Deus, Mas O Homem Não Sabe Como Encontrá-Lo: Precisamos Apresentar Jesus Cristo A Todos, Pois Ele É O Único Caminho.
 
a) Quem somos nós? 
 
Quem somos nós agora?   Efésios 2
1 Antes, Estávamos Longe; Agora Chegamos Perto(V.13)
Pelo Sangue De Cristo, Chegamos Perto. Somos Um Mesmo Espírito Com Ele. Antes Separados, Na Carne; Agora Unidos Pelo Espírito Santo.
 
2 Antes, Sem Reconciliação; Agora Temos Paz Com Deus(Vv.14,16)
Cristo Nos Reconciliou Com O Pai ( A Ofensa Foi Paga Na Cruz ), Através Do Seu 
Sangue A Parede De Separação Foi Removida(O Pecado).
 
3 Antes, Éramos Dois Povos; Agora, Somos Um Só(V.15)
Não Há Mais Diferença, Formamos Um Só Corpo; O Corpo De Cristo. (Deus Olha De Cima E Vê Milhões De Filhos)
 
4 Antes, Não Tínhamos Acesso Ao Pai; Agora, Em Cristo, Isto É Possível(Vv.18,19)
Os Gentios Não Podiam Nem Entrar No Templo Construído Pelos Judeus, Agora Nós Podemos Entrar Na Presença Do Pai Pelo Novo E Vivo Caminho Que Jesus Nos Consagrou = O Véu Foi Rasgado, Isto É, Sua Carne.
 
Quais são características de um cristão? Romanos 12:9-10, 21 
“O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.
“Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.”
b) Como devemos nos portar. 
Para quem o cristão vive? 1 Coríntios 10:31 (NT140), 2 Coríntios 5:15 (NT 147)
“Portanto, quer comais, quer bebais ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de  Deus.”
“E Ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou.”
Qual o critério para a escolha de entretenimento? Filipenses 4:8 (NT162), 1 João 2:15-17 (NT193),
“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.”
 “Não ameis o mundo e nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele. Porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.”
Como a conduta pode ser um testemunho em favor do cristianismo? 1 Coríntios 10:32, 33 (NT140), Mateus 20:28 (NT20), 1 Coríntios 9:22, 23
“Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus. Como também eu em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que assim se possam salvar.”
“bem como o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e para dar a sua vida em resgate de muitos.”
“Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para, por todos os meios, chegar a salvar alguns. E eu faço isso por causa do evangelho, para ser também participante dele.”

2. A modéstia no Antigo Testamento. 
Na Chamada De Abraão Se Vê Que Deus Escolheu Um Povo Pelo Qual Seria Glorificado Na Terra E Todas As Nações Dariam Testemunho Desse Deus Tão Poderoso E Iriam Querer Conhecê-Lo; Mas Deus Tinha Em Mente Um Povo Escolhido Dentre Todos Os Povos, Nações, Línguas, Tribos E Raças: "A   I G R E J A ". Os Judeus, apesar de suas leis dietéticas e costumes separados, acabaram se corrompendo pelos povos à sua volta, caindo na mesma idolatria.
3. A modéstia no Novo Testamento. 
Qual a orientação bíblica sobre o tipo de vestuário? 1 João 2:16 (NT193), Mateus 6:28, 29 (NT7), 1 Timóteo 2:9 (NT 170), 1 Pedro 3:3-5 (NT189)
 “Porque tudo que há no mundo , a concupiscência da carne, concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”
“E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham, nem fiam. E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.”
“Que do mesmo modo as mulheres se ataviem com traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos”
“O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura de vestes, mas o homem encoberto no coração, no incorruptível trajo de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus. Porque assim se adornavam também antigamente as santas mulheres que esperavam em Deus ...”
Para entender as instruções de Paulo e Pedro é examinar o contexto. Os dois citam mulheres do Velho Testamento como exemplos. Quando estudamos as práticas de tais mulheres santas, aprendemos que o uso de jóias e boas roupas era uma coisa comum (veja Gênesis 24:22,30,53; Isaías 61:10; Provérbios 1:9; 31:22).
Mas, o uso de jóias ou de roupas finas não é o ponto principal na vida de nenhuma delas. Eram conhecidas como mulheres santas por causa do caráter espiritual e o espírito submisso e humilde. Uma mulher dessas nunca usaria jóias excessivas, nem usaria uma roupa que mostra o corpo de uma maneira sensual. Por quê? Porque ela é santa!

III. A CONSCIENTIZAÇÃO DA MODÉSTIA CRISTÃ
Vejamos, pois, como devemos ensiná-la tanto aos novos convertidos quanto aos que já estão há tempo na igreja.
1) Com relação aos novos convertidos. 
O discipulado cristão implica no cumprimento de nossos deveres para com o Corpo de Cristo. Devemos reunirmo-nos regularmente com outros membros da Igreja com o propósito de engrandecer a Deus, bem como para ouvir a Palavra de Deus (Mateus 18:20; João 4:23; Atos 2:42, 46, 47; 12:24; Hebreus 10:25).

2) Com relação aos crentes antigos.
Sendo Bons Mordomos
   1. As virtudes da modéstia e simplicidade são honrosas, porém, o esbanjamento e a ostentação são solenemente proibidas nas Escrituras (Isaías 55:2; Mateus 6:19-231. Para se viver uma vida piedosa e sóbria, requer-se uso sábio e comedido das bênçãos temporais, incluindo o tempo, talento e dinheiro.
   2. Como bons mordomos devemos tirar o máximo proveito do nosso tempo para lazer ou trabalho (Efésios 5:16; Colossenses 4:5). 0 mau uso do tempo degrada (I Timóteo 5:13; II Tessalonicenses 3:6-131, porém, seu bom uso resulta em renovação interna, tanto nosso trabalho como diversão devem honrar o nome de Deus (I Coríntios 10:31).
   3. Como bons mordomos devemos utilizar completamente nossos dons espirituais (Romanos 12:3-8; ICorintios12:1-11; Efésios 4:1116; I Pedro 4:9-11) e nossos talentos naturais (Mateus 15:14-30), devem ser usados para a glória de Deus.
   4. Como bons mordomos, devemos reconhecer, que o uso sábio do dinheiro é uma parte essencial da economia cristã. Deus exige de nós, prestação de contas pelas bênçãos temporais (Mateus 7:11; Tiago 1:17). 
Devemos participar somente daquelas atividades que glorificam a Deus em nosso corpo e evitam a excitação dos desejos da carne. Devemos exercer vigilância quanto ao que lemos, ouvimos e vemos, a fim de que somente benefício positivo advenha ao nosso bem-estar espiritual. 
3) Aos que têm liderança. 
INTEGRIDADE PESSOAL
   Devemos viver de tal maneira, que inspiremos responsabilidade e confiança, sempre cheios do Espírito Santo e procurando manifestar o caráter de Cristo em nossa conduta.
A. Responsabilidade e Confiança
   1. Um cristão deve ser confiável, que possa depender dele e uma pessoa que cumpra a palavra empenhada (Mateus 5:37; I Pedro 2:11, 12).
   2. Cristo, por preceito e exemplo, ensinou que devemos amar nossos inimigos e preferir honrar ao nosso irmão (Mateus 5:43-48; Romanos 12:10; Filipenses 2:3; I João 3:16). Nossa conduta deve ser tal, que leve outros a Cristo (Mateus 5:16; I Coríntios 11 :11 ).
B. Fruto do Espírito
   Devemos viver no Espírito, manifestando os frutos do espírito (atitudes e ações) e não satisfazendo os desejos da carne (Gálatas 5:16, 22-25; I João 1:7). As relações de confiança com os outros são resultados de nossa relação positiva com o Senhor (Salmo 1:1-2; Mateus 22:37-40). Seremos julgados se não apresentarmos em nossa vida (Mateus 7:16-20; Lucas 13:6-9; João 15:1-8).
C. O Caráter de Cristo
   1. Uma das características de Cristo foi amor ao próximo (João 13:34,35; 15:9-13; I João 4:7-11 ).
   2. Em sua relação com o Pai, Jesus mostrou submissão (Lucas 22:42; João 4:34; 5:30).
   3: Em sua relação com o próximo, Jesus mostrou aceitação (João 8:11 ); compaixão (Mateus 9:36; Marcos   6:34); e perdão (Mateus 9:2; Lucas 5:20).
   4. Não há possibilidade de manifestar o fruto do Espírito e o caráter de Cristo, sem estar espiritualmente     unido a Cristo (João 15:4, 5), e sem ter a semente da Palavra plantada em nossos corações (João 15:3; I Pedro 1:22, 23). 
TEMPERANÇA E CONDUTA
   Nossa conduta, deve ser regida pelo domínio próprio, devemos evitar atividades e atitudes, que sejam ofensivas ao nosso próximo ou que gerem falsas interpretações, por excesso, ou comprometimentos com terceiros, induzindo-nos à perda da nossa liberdade.
A. A Prática da Temperança
   1. Uma das virtudes cardinais é a temperança ou domino próprio (I Coríntios 9:25; Tito 1:8; 2:2) e figura na lista  dos  frutos do Espírito Santo (Gálatas 5:23).
   2. Uma das admoestações bíblicas é que pratiquemos a moderação e equilíbrio em nossa conduta (Filipenses 4:5).
   3. As Escrituras declaram que uma das nossas prerrogativas é controlar nossos próprios pensamentos (Filipenses 4:8); nossa ira (Efésios 4:26); nosso falar (Efésios 4:29; Colossenses 3:8).
   4. 0 exercício da auto-disciplina reflete o poder de Deus em nossa vida (1 Coríntios 9:27; ll Pedro 1:5-11 ).
B. A Conduta Ofensiva
   1. A Bíblia diz que uma das provas do nosso amor ao próximo é sermos sensíveis às suas necessidades e sentimentos (Mateus 23:29; Romanos 12:9-21; 13:10; Filipenses 2:3, 5).
   2. Muitas vezes é necessário o controle da nossa conduta para não ofendermos ao nosso próximo Romanos 14:13-21; I  Coríntios 8:913).
   3. Assim como conhecemos a Cristo pelo espírito Santo, por esse mesmo Espírito devemos conhecer o nosso próximo, evitando assim, julgamentos pela aparência externa (II Coríntios 5:16).
   4. Nossas relações com o nosso próximo, devem caracterizar-se pelo respeito e tolerância, mormente, quando há acentuadas diferenças (Romanos 14:2; I Coríntios 8:8; Efésios 4:2; Colossenses 3:13; I Timóteo 4:1 -5).
C. Excessos e Escravidão
   1. O benefício primordial de Cristo foi libertar-nos do domino das forças negativas ( João 8;32, 36; Romanos 6:14; 8:2). Somos exortados a não nos colocarmos debaixo do jugo da escravidão (Gálatas 5:1 ).
   2. Portanto, cada cristão deve abster-se de quaisquer substâncias alucinógenas, tais como: tabaco, álcool, drogas, etc. Deve também evitar de participar em jogos de azar, glutonarias que profanam o corpo ou escravizam o espírito, que foi libertado por Cristo (Provérbios 20:1; 23:20-35; Isaías 28:7; I Coríntios 3:17; 5:11; 6:10; II Coríntios 7:1; Tiago 1 :21 ). 


IV. LIÇÕES DE MODÉSTIA DOS NÃO-EVANGÉLICOS
 
Rm 2.Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei.
É importante sabermos que mesmo entre os não-evangélicos encontramos pessoas que se comportam com modéstia e honra em sua maneira de se vestir e de agir, por isso é ainda maior nossa responsabilidade perante a sociedade em que vivemos, os quais esperam que nos portemos dignamente.


CONCLUSÃO
Nós somos a igreja que procura pregar o que a Bíblia diz a respeito da adoração a Deus na igreja local. O lugar não importa. O lugar não é santo. Deus é Santo. Todos nós somos participantes. Não há sacerdotes fazendo serviços a nosso favor. Todos nós somos sacerdotes. Nenhum homem tem título religioso para elevá-lo acima de outro homem ou traje especial para aparecer mais religioso ou importante. E, nós todos somos santos. Não adoramos santos, nem ídolos, nem anjos. Adoramos a Deus.
Mantenhamos, pois, a modéstia cristã, conforme nos ensina a Palavra de DEUS. Lembremo-nos sempre de que o nosso corpo é templo do Espírito Santo (1 Co 6.19,20). As mudanças que ocorrerem na sociedade não podem abalar as estruturas de nossa fé, nem afetar os princípios emanados da Palavra de DEUS. Quem diz que é de Cristo deve andar e viver como Ele (1 Jo 2.6).
Unidade Na Construção Do Edifício De Deus:
 
1 O Fundamento Dos Apóstolos E Dos Profetas(V.20)
Os Profetas Do Antigo Testamento Profetizaram A Respeito De Cristo E Os Apóstolos, No Novo Testamento, Confirmaram Essas Profecias. Nessa Tipologia De Um Edifício Cristo É A Pedra Principal (De Esquina) E Os Profetas E Apóstolos São Colunas De Sustentação E Declarados Também Como Fundamento, Pois São Testemunhas Das Promessas De Deus E Seus Ensinos, Juntamente Aos De Jesus São A Base Da Igreja.
 
2 O Lugar De Cada Crente No Edifício De Deus(Vv.21,22)
Somos O Templo De Deus Na Terra, Unidos Pelo Espírito Santo. Se Somos Como Pedras Vivas O Espírito Santo É Como A Massa De Cimento Unindo Essas Pedras; Fazendo Assim Um Templo Que Cresce Cada Dia Mais, Indo De Encontro Ao Artífice E Construtor Que É Deus, Mas Sempre Olhando Para Cristo, O Autor E Consumador De Nossa Fé.
 
Somos Um Só Povo, Uma Só Fé E Temos Um Só Batismo.

Pudor
Sentimento de vergonha e de mal-estar gerado pelo que pode ferir a decência, a honestidade ou a modéstia.

Costumes
Segundo a Sociologia, são atitudes ou valores sociais consagrados pela tradição e que se impõem aos indivíduos do grupo e se transmitem através de gerações.


            Questionário da Lição 12 - Ev.Luiz Henrique - www.henriqueestudos.cjb.net 
 
Texto Áureo:
1) O que fez Jesus para nos remir de toda iniqüidade e nos purificar para si ?
R- Deu - se a si mesmo.
Verdade Prática:
2) Por que devemos dar bom exemplo a todo tempo e primar pela modéstia que nos recomenda a Bíblia Sagrada ?
R- Porque somos povo santo e escolhido por DEUS. 
Introdução:
3) O que nos leva a modelar nosso porte, postura e comportamento de conformidade com a palavra de DEUS ?
R- A modéstia cristã.
Tópico I _ O que é a modéstia cristã:
4) O que é a modéstia cristã ?
R- É sinônimo de simplicidade pudor, compostura e decência.
5) Complete: segundo Mt 10.16 :
" Portanto, sede _____________________ como as ___________________ e simples como as ___________________ ".
6)  O que abrange a modéstia ?
R- Maneira de nos portarmos, nos vestirmos e de nos exprimirmos em casa, no trabalho ou na igreja.
7) Quem somos nós ?
R- Povo santo, separados para DEUS, especial, zeloso e de boas obras.
8) Como devemos nos portar ?
R- Fazendo tudo para a glória de DEUS, agindo em nome de Jesus.
9)  O que aconteceu com Jacó ao ser despertado espiritualmente?
R- Rompeu com os velhos costumes.
10) Quais as características de um traje feminino segundo o ensino do novo testamento?
R- Honestidade decência e recato.
11) O que invadiu o mundo da moda?
R- O espírito de sensualidade.
Tópico III - A consciência da modéstia cristã.
12) Porque em algumas igrejas se perde a maioria dos novos convertidos?
R- Por causa do zelo sem entendimento.
13) O que se pode ser exigido dos crentes mais antigos?
R- A modéstia cristã.
14) Quem deve  viver como exemplo de modéstia cristã na igreja?
R- A liderança.
Tópico IV - Lições de modéstia dos não evangélicos.
15) A quem devemos superar na santidade e modéstia? Como servos DEUS vivo e verdadeiro que somos?
R- Aos descrentes.
Conclusão:
16) O que é o nosso corpo para DEUS?
R- Templo do ESPÍRITO SANTO.
 
APRENDA MAIS
Assinale a alternativa correta.
1. Que conselho Efésios 5:25 dá aos maridos ?
a. amar a esposa
b. obrigar a esposa a agir como o marido pensa
c. tomar todas as decisões importantes
 
2. Que texto faz recomendações às esposas?
a. Efésios 5:22
b. Efésios 5:25
c. Efésios 6:4
 
3. Com relação aos patrões: (Efésios 6:9)
a. devem tratar com justiça os empregados
b. devem descontar o que lhes parece justo
c. devem dar longos períodos de descanso ao ano
 
4. O cristão é exortado a: (Romanos 12:15)
a. alegrar-se com quem se alegra e chorar com quem chora
b. chorar com que se alegra, alegrar-se com quem chora
c. ser insensível, frio
 
5. Segundo Provérbios 25:21, somos aconselhados a:
a. ignorar quem nos aborrece
b. ficar triste com quem nos aborrece
c. dar pão, se quem nos aborrece tiver fome
 
6. Que adorno Pedro recomenda? (1 Pedro 3:3 e 4)
a. espírito manso e quieto
b. anéis de ouro
c. correntes
 
7. Quando escolhe roupa para vestir, o cristão: (1 Coríntios 10:31)
a. escolhe o que mais lhe agrada
b. faz tudo para honra e glória de Deus
c. acompanha qualquer tendência da moda
 
8. Que conselho a Bíblia dá aos filhos? Efésios 6:1
a. devem ser obedientes aos pais
b. devem cuidar deles na velhice
c. devem morar junto com os pais

9. Quem é aconselhado em Efésios 6:4?
a. pais
b. patrões
c. empregados
 
10. Qual o primeiro e mais destacado fruto do Espírito? (Gálatas 5:22 e 23)
a. justiça
b. amor
c. modéstia  
 
Fontes:
BEP da CPAD e CD da Revista da CPAD
http://www.terravista.pt/AguaAlto/7264/18modestia.htm
http://www.estudosdabiblia.net/bd610.htm

Colaboração do Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva.

Ajude-nos a promover o evangelho na Internet. Dê o seu voto para o site EBDweb. Você pode votar novamente após 24 horas.
Retorna para lições

Próxima Lição